26 de Maio de 2020

TV ANHANGUERA ENCERRA CICLO DE QUASE 25 ANOS EM CATALÃO

Geração do Jornal Anhanguera no interior de Goiás foi suspensa pela OJC. Na foto, Alaor Rodovalho, a qul mostra o cenário antigo do JA, no ano da inauguração, em 1995 . Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Foi uma surpresa para os moradores de Catalão. De repente, o noticiário local do meio-dia, tão esperado pelos telespectadores da TV Anhanguera/Globo de 15 cidades do Sudeste goiano, deu lugar à exibição das notícias de Goiânia. A decisão de encerrar a exibição do Jornal Anhanguera 1ª edição de Catalão foi anunciada dia 4 de maio pela chefia de editoria do telejornalismo da emissora sediada na capital. A veiculação do 2ª edição, o JA 2, já estava suspensa pela diretoria da Organização Jaime Câmara (OJC), grupo proprietário da Rede Anhanguera de TV, desde o ano passado.

A decisão, motivada pela pandemia do novo coronavírus, atingiu também as afiliadas da TV Anhanguera/Globo de Anápolis, Rio Verde, Itumbiara, Jataí e Luziânia. Profissionais como apresentadores, repórteres, cinegrafistas e editores dessas afiliadas foram demitidos. Agora, com as equipes reduzidas ao mínimo, essas emissoras do interior goiano só participam como correspondentes do Jornal Anhanguera de Goiânia.

Em Catalão, essa mudança encerrou um ciclo que começou há quase 25 anos, em 11 de novembro de 1995, quando a população da região comemorava a chegada de uma emissora com programação regional, a então TV Pirapitinga, na época, a 97ª afiliada Globo a entrar em operação no Brasil. Moradores de cidades como Pires do Rio, Ipameri, Palmelo, Santa Cruz, Ouvidor, Três Ranchos, Davinópolis, Goiandira, Cumari, Anhanguera, Nova Aurora e Campo Alegre assistiam, nas “janelas” regionais da programação da Globo, notícias dos seus respectivos municípios, tendo como sede regional do canal as instalações da TV Anhanguera em Catalão, onde era produzido e gerado o telejornal considerado a fonte mais confiável de notícia do Sudeste goiano.

Na foto, Alaor Rodovalho exibe o Troféu Melhores do Ano de 2019 – maior audiência entre as afiliadas Globo. Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Durante todos esses anos, as potencialidades econômicas e culturais da região eram veiculadas no Estado e muitas vezes em todo Brasil. As reivindicações dos moradores eram ouvidas com mais atenção pelas autoridades. O trabalho realizado pelos profissionais que atuaram na emissora conquistou a confiança dos telespectadores. Em 2019, a afiliada de Catalão recebeu o Troféu Melhores do Ano. Baseada numa pesquisa do IBOPE realizada no mesmo ano, a Rede Globo reconheceu que a TV Anhanguera / Catalão obteve a maior audiência proporcional entre todas as afiliadas do país.

Mesmo com a audiência em alta, a economia em crise não evitou o encerramento do telejornal em Catalão e nas outras cidades-polo do Estado. Nas redes sociais, o fim da geração do Jornal Anhanguera de Catalão foi um dos assuntos mais comentados esta semana na cidade.

A dona de casa Nédia Silveira escreveu: “Mal esperava pra ver o jornal. Eu amava. Como fiquei triste. Era ótimo ter a notícias da nossa Catalão.”

“Acabou meu almoço de TV ligada. Ligava só pra ver o jornal, agora nem ligo mais”, expressou a telespectadora do canal, Lorrany Jhennyfer.

“Não me interessa ver notícias da capital, até porque não resido nela.” lamentou o funcionário público João Batista Morais.

O desembargador Paulo Pimenta, presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Goiás, era juiz do trabalho em Catalão no ano em que a emissora da cidade entrou no ar. “Pessoalmente, estive no lançamento da então TV Pirapitinga (1995), lá no salão de festas do SESI, e desde então sempre acompanhei o jornalismo local. Foi uma grande perda para Catalão e região, cuja projeção, inclusive nacionalmente, tinha forte contribuição do noticiário local”, escreveu.

desembargador Paulo Pimenta, presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Goiás, também deixou sua mensagem ao ex-apresentador Alor Rodovalho. Foto: Facebook/Reprodução

Os comentários foram mais frequentes na internet depois que o ex-apresentador e ex-repórter do JA de Catalão, Alaor Rodovalho, postou em sua rede social um vídeo de agradecimento aos moradores que acompanharam o trabalho dos profissionais que atuaram no telejornal.

“Não estou aqui pra lamentar, e sim pra agradecer. Sou muito grato às duas oportunidades que me foram confiadas na empresa, a contar da apresentação do primeiro telejornal, na inauguração da então TV Pirapitinga, em 1995.

Só tenho palavras de gratidão à família de Jaime Câmara, aos gestores que administram a OJC, aos muitos amigos que trabalharam e ainda trabalham na TV e às pessoas que acompanharam nosso telejornal”, disse. O vídeo teve cerca de 3 mil visualizações e centenas de comentários.

Mesmo com o fim do telejornal local, as notícias de destaque de Catalão continuam chegando na telinha do telespectador da cidade. Uma equipe liderada pela repórter e apresentadora Alyne Braga atua como correspondente em Catalão, participando ao vivo ou enviando reportagens para a TV Anhanguera de Goiânia.

ASSISTA O VÍDEO DE ALAOR RODOVALHO, PUBLICADO EM SUA CONTA NO FACEBOOK:

Artigo especial do Blog do Badiinho – com informações das redes sociais de Alaor Rodovalho