anuncie

18 de janeiro de 2016

PRF registra três acidentes na BR, dois deles envolvendo motoristas embriagados

Escrito por: Ascom PRF

Fotos: Divulgação PRF

20160117152531

A PRF de Catalão atendeu três ocorrências de acidentes neste sábado, duas delas, os condutores envolvidos estavam embriagadas.

O primeiro acidente ocorreu no km 137 às 12h00, próximo ao posto Ponte Alta, e envolveu uma motocicleta Honda/CB300R. Seu condutor, um homem de 45 anos, seguia de Brasília para a cidade de Fernandópolis/SP quando ao passar pelo local onde serão instaladas balanças de pesagem, percebeu que havia um suporte para radar fixo, por isso freou a moto, como estava debaixo de chuva forte e com uma velocidade incompatível, perdeu o controle da direção e caiu. O mesmo foi encaminhado para o hospital de Cristalina com várias lesões nas mãos. Apesar de existir um suporte para radar, o mesmo ainda não está funcionando.

O segundo acidente ocorreu no km 209 às 15h05, próximo a cidade de Campo Alegre de Goiás, e envolveu uma D10, cujo condutor, um senhor de 69 anos morador da cidade de Campo Alegre, ao cruzar a rodovia para adentrar uma GO que dá acesso a cidade de Ipameri, não percebeu um Fiat/Pálio Weekend que seguia de Parambú/CE para Franca/SP. O condutor do Pálio para não colidir na D10, saiu da pista. A equipe da PRF ao chegar ao local realizou teste de etilômetro em ambos os condutores, sendo que o motorista da D10, que estava sozinho em seu veículo, deu como resultado o valor de 0,42mg/l, sendo encaminhado para o plantão da Polícia Civil de Catalão por embriaguez ao volante. O acidente poderia ter sido muito pior, pois o Pálio estava com seis ocupantes, sendo 3 crianças, mas ninguém se feriu.

O último acidente ocorreu no km 281 às 20h20, no trevo de cruzamento da BR050 com a avenida José Marcelino e envolveu um Hyundai/HB20, placa de Catalão e conduzido por um senhor de 40 anos, morador aqui da cidade. O mesmo seguia pela rodovia , sem destino, quando colidiu no meio-fio do canteiro lateral e não mais deu conta de retirar o veículo. Quando a equipe PRF fez o teste de etilômetro acusou o valor de 1,42mg/l, diante do fato o mesmo foi conduzido ao plantão da Polícia Civil preso em flagrante por embriaguez ao volante. O detalhe neste acidente é que o condutor do mesmo é deficiente físico, tem problemas em uma das pernas, e seu veículo é adaptado, sendo que o condutor não portava o CRLV do veículo e o mesmo foi retido e encaminhado ao pátio da PRF

Em ambas as prisões, o delegado de plantão arbitrou fiança de mil e quinhentos reais, sendo que todos pagaram e foram liberados.

A PRF alerta sobre o grande perigo de dirigir sob efeito de álcool pois o condutor tem os reflexos bastante reduzidos, além da multa pesada que chega a quase dois mil reais e o condutor pode ter a sua CNH suspensa por até um ano e se a pessoa for reincidente no período de 12 meses a multa dobra o valor, chegando a quase quatro mil reais.