Esquenta as articulações para as eleições de escolha do novo Presidente do Legislativo de Catalão

Escrito por: Badiinho Filho

Montagem 1

“Silvano Batista (PR), Aurélio Macedo (PP) e João Antônio (PSDB) são os vereadores da situação que podem compor a nova mesa diretora da Casa de Leis”

Acontece no mês de dezembro a eleição que escolherá o novo presidente da Câmara de Vereadores de Catalão. Do lado da base do prefeito Jardel Sebba (PSDB), os nomes que possivelmente irão compor a nova mesa diretora da Câmara são os dos vereadores Silvano Batista (PR), Aurélio Macedo (PP) e João Antônio (PSDB). Os três nomes são os que mais tem defendido a administração do prefeito Jardel na Casa de Leis, incluindo aprovação de projetos polêmicos, como aprovação de R$. 56 milhões em empréstimos e o aumento no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da cidade.

O nome forte da oposição

Deusmar-Barbosa

“Vereador Deusmar Barbosa da Rocha (PMDB)”

Já do lado oposicionista, o nome do atual presidente Deusmar Barbosa (PMDB) é o mais forte e que consegue articular bem. Com os problemas com os três vereadores da base do prefeito (Regina Félix, Daniel do Floresta e Paulinho) e uma insatisfação muito forte com o não atendimento por parte do secretariado dos diversos pedidos/requerimentos dos outros vereadores da situação, Deusmar surge novamente como um nome forte à presidência do legislativo. Assim diz o Jornal O Catalão na edição desta semana.

Serial killer nega crimes já confessados

Escrito por: Jornal O Hoje

Foto: Reprodução Facebook/Paulo José

SERIAL_KILLER_-_PAULO_JOSÉ

“Em novo interrogatório, Tiago Henrique confessa 29 dos 39 casos assumidos anteriormente, durante o primeiro depoimento à polícia”

Com a presença de advogados, o vigilante Tiago Henrique Gomes, de 26 anos, preso na semana passada pela Polícia Civil por ser suspeito de assassinatos em série, mudou o depoimento durante o segundo interrogatório. Após a prisão, o suposto serial killer teria confessado 39 homicídios. Em novo depoimento, Tiago assume apenas 29 dos crimes.

Segundo informações de Murilo Polati, delegado titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), o suposto serial killer negou 5 dos assassinatos confessados anteriormente e não quis se manifestar sobre outros 4, entre eles a morte do casal Mateus Henrique Rodrigues de Moraes, 13 anos, e Karine dos Santos Faria, 15.

Os jovens foram assassinados no dia 28 de julho depois de saírem de uma igreja, no Setor Leste Universitário. O ex-namorado de Karine, um adolescente de 16 anos, foi apreendido em Goianira, suspeito do crime.

Ainda de acordo com Polati, dos 39 casos que Tiago teria confessado durante o primeiro depoimento, um teria sido citado pelo suspeito duas vezes. Além disso, após o interrogatório, a polícia descobriu que uma das vítimas apontadas pelo assassino, Wilmar Rodrigues de Sousa, e que o vigilante acreditava ter matado, na verdade está viva.

Wilmar teria sido baleado por um motociclista no dia 14 de janeiro de 2013, na rua 24 de Outubro com a Avenida Anhanguera. Ele foi encaminhado ao hospital, passou um tempo em coma, mas resistiu ao ferimento. Após ficar sabendo do fato, Tiago Henrique negou o crime.

Mesmo com a mudança de depoimento, a polícia deverá investigar todos os crimes confessados no primeiro depoimento. “Ele foi instruído pela defesa. É normal que não assumisse todos os crimes, mas a polícia trabalha com todas as situações e vai investigar se ele é responsável pelos casos ou se quis assumir para ser um serial com mais mortes”, diz Polati.

“Não descartamos a possibilidade de ele ter assumido mais mortes pra se promover, por ser uma pessoa vaidosa”, completa. De acordo com o delegado, até o momento nenhum inquérito foi concluído.

 

Nova vítima

O assassino teria confessado, de maneira informal, pouco antes de ser transferido para o Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na manhã dessa quarta-feira (22), o assassinato de mais uma pessoa.

A vítima seria Rafael Carvalho Gonçalves, 22 anos. O jovem teria morrido após ser baleado por um motociclista no dia 16 de fevereiro de 2013, no Setor Fama. Um amigo de Rafael, que estava com o rapaz no momento do crime, reconheceu Tiago como o autor do homicídio.

De acordo com a testemunha, que preferiu não ser identificado, ele e Rafael voltavam da faculdade quando foram abordados pelo suspeito na esquina da Avenida Bernado Sayão com a Avenida Senador Jaime.

“Ele anunciou o assalto, pediu o celular e a carteira. Nós entregamos, mas ele devolveu os objetos. Por um momento eu pensei que ele nos deixaria ir embora, só que ele atirou contra o peito do meu amigo e fugiu”, conta o amigo da vítima.

“Com a semelhança com o modo que ele agia nos casos das mulheres e após ele ser preso, eu reconheci os olhos dele, o queixo, a maneira curvada da postura”, completa a testemunha.

De acordo com Polati, todos os crimes cometidos de forma semelhante, incluindo o de Rafael, serão investigados. “Há outros crimes, incluindo roubos e tentativas de assassinatos que são similares e que serão investigados para verificar se há ligação”, diz o delegado.

 

Exame psicológico será feito pelo Judiciário 

No segundo interrogatório, entres as 29 mortes confessadas por Tiago, quatro seriam de moradores de rua. No primeiro depoimento, o serial killer admitiu ter assassinado sete pessoas em situação de rua. Agora, negou duas mortes e não quis falar sobre uma delas.

Dos 18 casos investigados pela Polícia Civil, sendo três tentativas de homicídios e 15 mortes – 14 mulheres e um homem – duas tentativas foram descartadas pela polícia e o suspeito negou participação na terceira. Os 15 homicídios foram confessados por Tiago em ambos os depoimentos.

De acordo com o delegado Murilo Polati, até o momento, mesmo sem a remessa dos laudos, as balísticas confirmam a autoria dos oito assassinatos.

Conforme ele, o exame psicológico que seria realizado pelo psicólogo criminal da Polícia Técnico-Científica, Leonardo Faria, na manhã de ontem, não foi realizado por dois motivos. “O psicólogo oficial do IML também faz parte da equipe da junta médica do Poder Judiciário e não poderia se manifestar isoladamente numa situação aqui e depois em grupo, em um pedido de sanidade mental, já que nós acreditamos que é isso que a defesa vai solicitar. Então, deixou-se o exame para o Judiciário. E, também, junto ao Ministério Público (MP), a polícia decidiu não produzir qualquer tipo de prova que possa ser questionada em juízo”, explica Polati.

“De todo modo, a Polícia Civil trata Tiago como uma pessoa imputável, ou seja, ele sabia o que estava fazendo. Ele é uma pessoa fria, meticulosa e vaidosa”, conclui o delegado.

Falta de chuva faz população seguir rodízio de água em Catalão, GO

Escrito por: Portal G1

Água Catalão

“Repórter Alaor Rodovalho, da TV Anhanguera de Catalão, entrevistando morador que ficou a noite toda acordado esperando a água”

Os moradores de Catalão, enfrentaram nesta quarta-feira (22) o primeiro dia de racionamento de água no município. A medida foi adotada devido a estiagem que atingiu a cidade. Muitas pessoas tiveram que ficar acordados durante toda a noite esperando a água chegar às torneiras para encher a caixa d’água e baldes. A água só chega aos bairros a cada dois dias.

Em um dos bairros de Catalão, moradores ficaram 10 dias sem água. Nesta madrugada, o abastecimento voltou ao normal por cerca de três horas. Porém, o tempo foi insuficiente para lavar todas as roupas e vasilhas acumuladas durante esse período. No caso do servente de pedreiro Antônio Nimar, a água não chegou com pressão o suficiente para encher a caixa d’água que fica no alto da residência.

“O jeito é acordar de madrugada. Levantei três horas da manhã. Começamos a lavar roupa, mas não deu para terminar, porque a água veio 3h e 5h30 já não tinha mais água”, disse.

Quem não conseguiu ficar acordado durante a noite, acabou não conseguindo armazenar água para os próximos dois dias. “Não dei conta de ficar esperando a noite inteira. Está tudo sujo sem água e vai continuar até as próximas 36 horas”, disse a manicure Gersiane Cristina dos Santos.

A Companhia de Abastecimento de Catalão informou que o rodízio foi implantado em todos os bairros do município e alega que a hora que vai chegar em cada bairro foi bem divulgada na cidade. O revezamento deve continuar até o fim de novembro, quando existe a previsão de chuvas mais constantes na cidade.

Profissional de Respeito

Escrito por: Badiinho Filho

DSCF4401

“O vendedor de Salgadinhos, Marlin Rodrigues é o destaque do nosso quadro Profissional de Respeito nesta semana”

Ele foi frentista de posto de gasolina por muitos anos, agora é um vendedor ambulante de salgadinhos e sucos. O senhor Marlin vende os salgadinhos da Arlete, na porta da Caixa Econômica Federal, no Centro de Catalão. Sempre com muita higiene e alegria e presteza, ele, que na maioria das vezes está acompanhado de sua esposa, Dona Iva Vaz, atende todos (as) sempre com muito amor e carinho. Pela garra, determinação e honestidade é que, Marlin Rodrigues é um dos milhares de profissionais de respeito de nossa cidade.  

Semana foi marcada por protestos de integrantes do MCP e Ribeirinhos na porta da Prefeitura de Catalão

Escrito por: Badiinho Filho (Algumas informações da TV Anhanguera/Catalão)

Movmento 1

“Durante toda semana, Ribeirinhos e integrantes do Movimento Camponês Popular realizaram protestos”

Desde o último sábado (18), os Ribeirinhos que vivem próximo as bacias do Ribeirão Samambaia vem realizando protestos. As alegações são de que, eles estão tendo o seu direito de sobrevivência tirado. Primeiro foram lacradas as bombas, as quais eram utilizadas para irrigação de suas hortaliças, em seguida iniciaram os estouros as represas, que segundo a SAE, estavam resguardados em uma ordem judicial para que, os testes fossem realizados.   

Movimento 2

“Parte da produção de Ribeirinhos foram expostas na porta da prefeitura em protesto”

Nesta semana os integrantes do Movimento Camponês Popular (MCP) e os Ribeirinhos protestaram inúmeras vezes na porta do Palácio Pirapitinga, onde em um deles, iniciado ontem, os manifestantes colocaram em exposição na porta da prefeitura, as suas perdas com as ações que foram tomadas contra eles. Os manifestantes também levantaram acampamento na porta da prefeitura, os quais exigem o ressarcimento dos prejuízos, que segundo os próprios Ribeirinhos chegam até R$. 50 mil reais.

Rodízio de água em Catalão

Catalão

O Sistema de Rodízio começou a valer nesta semana e, foi uma maneira encontrada pela Superintendência de Água e Esgoto, para resolver, mesmo que parcialmente o problema da falta d’água. Os bairros foram divididos em dois grupos, que recebem o fornecimento durante quatro horas por dia, em quatro dias por semana.

Reclamações

Mesmo com o rodízio iniciado, as reclamações da população são constantes. Na rua 93 do bairro Castelo Branco, o comerciante, o qual é proprietário de um estabelecimento no ramo alimentício, diz que está tendo inúmeras dificuldades para trabalhar, pois já se completa 11 dias que está sem água. Outro setor onde os moradores já registraram até 07 dias sem água, é o Loteamento Estrela, que para nossa reportagem foi o campeão de reclamações de falta de água no setor.

Para não comprometer aulas de Escola do Pontal Norte

Tambor (Pontal Norte)

“Foto do tambores foi enviada na quarta-feira (22), por pai de um aluno da Escola Pedro Neto Paranhos”

Na última quarta-feira (22), o pai de um aluno da Escola Municipal Pedro Neto Paranhos, no bairro Pontal Norte, enviou fotos de tambores de água, os quais foram enviados pela companhia de água para que, os alunos não tivessem suas aulas paralisadas.

Na última terça-feira (21), o vereador Vanderval Florisbelo (PMDB), usou da tribuna da Câmara na Seção do parlamento, para disser que esteve no Bairro Pontal Norte, onde esteve com alguns moradores. Segundo o vereador, no Pontal a falta d’água pode ser chamada de calamidade pública, pois lá está instalado caos, devido muitos moradores de baixo poder aquisitivo, nem uma caixa d’água tem, ficando dias sem água.  

Patrocinadores

Curta nossa página