anuncie

21 de agosto de 2015

Vítima de fogo amigo, Dr. Antônio Abadio é o segundo a deixar a Secretária Municipal de Saúde de Catalão

Escrito por: Badiinho Filho 

Foto: Reprodução

Quem pediu exoneração do cargo de Secretário de Saúde do município de Catalão, foi o médico Ginecologista, Obstetra e Cirurgião Geral Dr. Antônio Abadio, o qual assumiu a pasta bomba no 16 de dezembro do ano passado, no lugar do médico Adenilson Lima que veio de Uberlândia-MG, ficando a frende da Saúde de Catalão por quase dois anos.

Pelo fato de ser médio e conhecedor da área, o que era para ser uma vitrine na administração tucana do prefeito Jardel Sebba (PSDB), a saúde de Catalão se tornou uma das mais difíceis situações de se resolver em sua gestão, registrando corte nas vans que levam pacientes para a Capital de Goiás para tratamento, problemas na Casa de Apoio Eurípedes Pereira em Goiânia, atraso nos repasses para a Santa Casa de Catalão e até falta de materiais básicos em postos e algumas unidades como o Centro de Pediatria e o Materno Infantil, além dos inúmeros problemas na frota das ambulâncias e outros noticiados pela imprensa local, estadual e até nacional.

A estratégia do grupo tucano para expurgar Dr. Antônio Abadio da Secretária Municipal de Saúde, sem que o prefeito o demitisse, foi direcionar duras críticas em um jornal diário da cidade, o qual é aliado ao grupo político de Jardel Sebba (PSDB), ou seja, vítima do chamado fogo amigo. Leiam abaixo a matéria publicada no Jornal Dito e Feito na edição da última quarta-feira, 19, véspera de feriado do aniversário de Catalão. 

MATÉRIA DO JORNAL DITO E FEITO – EDIÇÃO DO DIA 19/08/2015 

 

A culpa não é do Jardel

Boa parte da população de Catalão tem reclamado do sistema de saúde de Catalão. E com justa razão. Nos postos de saúde, no Centro de Pediatria e até no Materno Infantil falta materiais básicos. E isso é inadmissível, pois, a prefeitura tem repassado para a secretaria de Saúde mais que os 15% exigidos por lei. Eu disse mais que 15% da arrecadação do município. Portanto, não é falta de dinheiro.

Então qual a explicação para a situação caótica da saúde do município? A explicação, que muita gente não sabe, é que está faltando eficiência na gestão da secretaria de Saúde, comandada hoje por Dr. Abadio. Estranhamente, quando foi convidado por Jardel para assumir o cargo, Abadio fez uma exigência: que sua equipe fosse formada por ele mesmo. Jardel aceitou e disse que só cobraria resultado dessa equipe.

Mais estranho ainda, é que os principais cargos da secretaria de Saúde são ocupados por adversários políticos de Jardel. Pior: eles não entendem nada de saúde pública. Então, está aí a explicação para a profunda deficiência do setor da saúde de Catalão. Por ser o responsável por toda administração pública de Catalão, Jardel poderia demitir o secretário, que não está correspondendo às expectativas, mas talvez pela amizade e a elevada consideração que tem por Dr. Abadio, Jardel fica numa situação incômoda. Nesse caso, melhor seria se Abadio admitisse que não está dando conta do recado e pedisse pra sair. Seria a melhor solução.