19 de janeiro de 2021

SECRETÁRIO DE SAÚDE DE CATALÃO, VELOMAR RIOS, EXPLICA COMO SERÃO APLICADAS AS PRIMEIRAS DOSES DA VACINA; MUNICÍPIO RECEBEU AS 1.100 PRIMEIRAS DOSES

Em entrevista coletiva, Secretário de Saúde de Catalão, Velomar Rios, explicou como será a logística para aplicação da vacina contra Covid-19. Foto: Redes Sociais/Reprodução

Na manhã desta terça-feira (19), o Secretário Municipal de Saúde de Catalão, Velomar Rios, concedeu uma entrevista coletiva para falar como serão aplicadas as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 em Catalão.

De acordo com Velomar, foram enviadas pela Secretaria Estadual de Saúde, um total de 1.100 doses da vacina Coronavac, as quais os primeiros a receberem essas doses serão os profissionais da saúde que estão na linha de frente no enfrentamento da Covid-19, e os moradores de asilos.

Velomar explicou que as outras 1.100 da segunda dose já estão em Goiânia, afirmando ainda o prazo para pessoa receber a segunda dose é entre 14 e 40 dias, e que partir do 10º dia após a segunda dose, a pessoa já está imunizada.

O Secretário de Saúde, disse também que as vacinações que aconteceram antes do dia 20 de janeiro, foram todas simbólicas, afirmando que o início mesmo será nesta quarta-feira, 20 de janeiro.

Velomar Rios ainda explicou que a próxima etapa da vacinação será direcionada aos idosos acima de 75 anos e posteriormente para idosos entre 60 e 74 anos.

De acordo com o responsável pela pasta da saúde, nessa primeira etapa não serão abertos pontos de vacinação, pois são vacinas direcionadas.

Encerrando, Velomar agradeceu as presenças de Anwar Safatle,  Coordenador da Regional de Saúde, e de Nelson Faiad, Secretário de Administração que representava o prefeito, lamentando as ausências do prefeito Adib Elias, que faz tratamento da Covid-19 no Sírio Libanês, e do vice-prefeito João Sebba, também diagnosticado com a Covid-19 na semana passada, mas faz tratamento em casa.

As 1.100 primeiras doses que chegeram em Catalão, serão destinadas ao profissionais da saúde que estão na linha de frente no enfrentamento da Covid-19, e aos moradores de asilos. Foto: Redes Sociais/Reprodução


ASSISTA A ENTREVISTA EM NOSSO INSTAGRAM 

Escrito por: Badiinho Filho