anuncie

8 de outubro de 2020

OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL FAZ BUSCAS E APREENSÃO EM CATALÃO

A Polícia Federal de Goiânia cumpre, na manhã de hoje (8), a Operação Solidus em Catalão e Uruaçu, ambas em Goiás. O objetivo é combater crimes ambientais e consistentes na extração, além de transporte e comercialização clandestina de ouro. As investigações são ainda por furto qualificado, receptação qualificada e de lavagem e captação de capitais.

Foto: Polícia Federal

Com o nome, numa reverência dos metais mais valiosos do mundo, fazendo alusão à moeda cunhada em ouro pelo Imperador Constantino em 309, 50 Policiais Federais cumpriram nove mandados de busca e apreensão. Dois deles em Catalão e outros sete em Uruaçu. Os nomes não foram revelados. Durante a Operação, os Policiais encontraram ouro in natura, dinheiro de comercialização (em um cofre) e mercúrio e balança usados na manipulação.

Segundo a Polícia Federal, foram identificados dois grupos de garimpeiros que extraem ilegalmente de ouro em rios de Uruaçu e São Luis do Note. Ainda segundo as investigações, o mineral era comercializado por dois empresários suspeitos que faziam o branqueamento e comercializavam como moeda de troca por produtos dos mais variados (patrimônios diversos). O ouro era também comercializado para confecção de joias. “Posteriormente (as joias) são vendidas como se o ouro, que lhes deu origem possuísse origem lícita, dando aparência e legalidade aos negócios”, diz a Polícia Federal por meio de nota. Foram apreendidos livros com compartilhamentos falsos, provavelmente, segundo a PF, para transportar as barras de ouro.

Foto: Polícia Federal

Mais detalhes da Operação serão repassados à imprensa ainda hoje, em coletiva na Polícia Federal em Goiânia.