anuncie

21 de dezembro de 2020

MUTAÇÃO DO CORONAVÍRUS NÃO É MAIS LETAL QUE A ANTERIOR, DIZ OMS

Tedros Adhanom Ghebreysus, diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS). Foto: Fabrice Coffrini – AFP/Reprodução.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, disse nesta segunda-feira (21/12) que não há sinais de que nova cepa do coronavírus cause uma doença mais severa. Afirmou que os vírus mudam o tempo todo e que isso é normal.

De acordo com Adhanom, há relatos de novas variantes do coronavírus na África do Sul e no Reino Unido, o que tem causado temor à população. A cepa registrada em território britânico se espalha mais rapidamente. Diversos países europeus anunciaram restrições à região.

“Os vírus sofrem mutação com o tempo. Isso é natural e esperado. A OMS está trabalhando com cientistas para entender como essas mudanças genéticas afetam o comportamento do vírus”, disse Tedros.

“Este ano foi muito difícil para todos nós, mas para os profissionais de saúde, foi muito mais difícil. Neste momento do ano em que muita gente está comemorando, o maior presente que líderes e população podem dar aos profissionais é ter cuidado”, completou.

Segundo o diretor-geral, o vírus é capaz de infectar todas as faixas de idade e por isso é preciso reforçar o distanciamento social. “Agora é momento de transformar compromisso político em ação”.

A OMS informou ainda que, no início de 2021, US$ 4,6 bilhões em financiamento adicional serão necessários para comprar vacinas covid-19 para 20% da população dos países de renda baixa.

 

Escrito por: Redação/Poder 360