4 de maio de 2013

Marina Silva na Corrida Pela Efetivação da REDE Sustentabilidade Esteve em Catalão

DSCF5618Jardel Sebba e Marina Silva em boa conversa antes do almoço na casa de Fernando Safatle

Com um objetivo em concretizar o REDE, seu novo partido, a ex-senadora e ex-candidata a presidência da republica em 2010 pelo PV-Partido Verde, Marina Silva esteve em Catalão nesta quinta-feira,02 de maio na luta de colhimento de assinaturas.

Em Catalão que está à frente de  ajudar no colhimento das assinaturas é os ex-petista Fernando Safatle, junto com os demais companheiros que não seguiram os rumos tomados pelo Diretório Estadual do PT nas eleições de 2012.

DSCF5620Prefeito Jardel Sebba assinou a moção para a criação da Rede Sustentabilidade

Marina Silva chegou em Catalão por volta das 12h e seguiu para um almoço na Casa de Fernando Safatle, onde estiveram presentes o prefeito de Catalão Jardel Sebba, que assinou  para a criação do REDE, secretários municipais, estudantes universitários, diretor da UFG Campus Catalão, Manoel Chaves, Paulo Humel, do Movimento pela preservação do pasto do Pedrinho, varias lideranças e simpatizantes.

DSCF5574Líder pela criação do Pasto do Pedrinho, entrega relatórios para Marina Silva 

As 15:30 concedeu uma entrevista coletiva a toda imprensa na ACIC/CDL, onde disse que está em um processo de visita a vários Estados, municípios e regiões na coleta das assinaturas para a efetivação a Rede Sustentabilidade.

Marina também afirmou que já está computando os resultados até abril e que até o próximo final de semana chegarão em torno de 250.000 assinaturas que para ela, é muito bom pois em apenas dois meses e meio e já ter conseguido esse número para a ex-senadora é um número bem significativo.

Dentre os assuntos abordados e realizadas varias perguntas sobre o REDE, jornalistas não deixaram de perguntar sobre as eleições de 2014, se devido o bom número de votos que conseguiu nas eleições de 2010 a ex-senadora concorrerá novamente o cargo, Marina respondeu da seguinte forma: “ Isso nos estamos tratando como uma possibilidade, não estou no lugar de candidata porque não concordamos com essa antecipação das eleições, achamos que ela é maléfica para a realidade brasileira em que a gente vive o tempo todo em eleição eu sempre digo que as pessoas parecem que estão viciadas em disputar o poder pelo poder e quando não estão disputando o poder elas entram em crise de abstinência da disputa do poder e tem que antecipar as eleições. Nós estamos a quase dois anos das eleições para Presidente e já lançaram a candidata que está no governo para presidência.

Marina Silva ainda esteve na porta de uma montadora de veículos para que fossem colhidas assinaturas e a noite realizou uma palestra no auditório do Cesuc.