13 de janeiro de 2022

Mãe pede ajuda para dar o que comer à filha com doença rara, em Catalão: "fase muito difícil"

Isabelly, 12 anos, portadora da AME, segura a irmã Manuella de 9 anos e o pequeno Miguell de 4 anos de idade. Foto: Arquivo da família/Reprodução

A Charlene, moradora de Catalão, está pedindo ajuda para dar o que comer à filha que é portadora de atrofia muscular espinhal (AME), uma doença genética rara que afeta as células nervosas da medula espinhal responsáveis por controlar os músculos e outras células do corpo.

A mãe conta que de outubro pra cá, a situação ficou ainda pior porque além da AME, a Isabelly também desenvolveu diabetes tipo 1 e está fazendo uso de insulina 5 vezes por dia.

A outra filha, que tem 9 anos, desenvolveu síndrome nefrótica e uma doença renal. A mãe afirma que necessita de doações como leite integral, frutas, verduras, bolachas e mistura.

“Estou precisando de ajuda. Estou passando por uma fase muito difícil”, desabafou Charlene.

Nem mesmo as dificuladdes enfretadas nos últimas dias consegue arrancar os sorrisos dos rostos da Isabelly, da su irmã e irmaozinho. Foto: Arquivo da família/Reprodução

Para conhecer melhor a situação dessa família e poder ajudar, você pode procurar a Charlene no endereço abaixo ou enviar um pix.

Bairro Evelina Nour 2
Rua B
Número 30

Pix CPF: 021.570.591-21