6 de abril de 2020

HPE - MONTADORA DA MITSUBISHI EM CATALÃO MUDA PROPOSTA, SAINDO A LAY-OFF E ENTRANDO A MP 936 DE 1º DE ABRIL; ENTENDA QUAIS FORAM AS MUDANÇAS NO BLOG DO BADIINHO

Foto: Balanço Geral – TV Sucesso/Reprodução

Na tarde desta segunda-feira (06), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT), Carlos Albino, informou que a empresa HPE, montadora da marca Mitsubishi no Brasil, com instalações na cidade de Catalão, mudou algumas medidas, deixando de ser aplicada a lay-off para ter adotada a Medida Provisória (MP-936) – PROGRAMA EMERGENCIAL DE MANUTENÇÃO DO EMPREGO E DA RENDA.

O sindicalista afirmou que com a MP, a montadora de veículo terá que desembolsar R$ 900 mil a mais, porém, os trabalhadores perderam 30 dias de estabilidades.

De acordo com Albino, o receio que se tinha, assim que desse entrada na lay-off, a preocupação era com o prazo, que poderia levar até 60 dias. Nessa nova proposta,  também não é mais necessário que o trabalhador faça o curso anunciando anteriormente.

Com relação aos novos cálculos, na primeira proposta o trabalhador iria receber 20% do salário, alterado para 30%, e o restante será recebido pelo auxílio do Governo Federal, não sendo o seguro desemprego. O dirigente explicou que pela lay-off, o trabalhador iria ter o seguro desemprego antecipado, ou seja, o trabalhador receberá de imediato um auxílio, e caso no futuro ele venha ser demitido, receberá seu seguro desemprego normalmente.

Outro ponto mudado na nova proposta, é com relação a estabilidade, que antes era de 90 dias, foi reduzida para 60 dias, ou seja, na medida anterior previa estabilidade até 30 de agosto, e nessa nova foi antecipada para o dia 30 de junho.

Os trabalhadores poderão votar na proposta no site do Simecat, colocar o número do CPF e o número da matrícula. Se aprovada, o trabalhador terá que acessar o site da HPE para fazer a confirmação, e assim a empresa fazer os procedimentos legais.

 

LEIA ABAIXO COMO FOI ANUNCIADO ANTERIORMENTE 

DEMISSÕES EM MASSA NÃO ACONTECEM NA MONTADORA DA MITSUBISHI EM CATALÃO, MAS SALÁRIOS DE FUNCIONÁRIOS SÃO AFETADOS

 

Escrito por: Badiinho Filho