24 de julho de 2015

DICAS DA PM: além de pipas cerol corta vidas

Escrito por: Aspirante Oficial Vinícius Roldão/ 18º BPM

Foto: Reprodução

Empinar pipa é uma brincadeira inofensiva que pode se tornar mortal devido ao uso do cerol, uma mistura de cola e vidro moído, que torna a linha extremamente cortante e perigosa. Não são raras as notícias de que o uso de “cerol” ou “cortante” em inocentes brincadeiras de crianças, normalmente atrelado a “pipas” ou “papagaios”, causam danos materiais, lesões corporais, muitas de natureza grave, e até mesmo a morte. Os casos mais graves têm sido relatados pela imprensa tendo como vítimas normalmente motociclistas.

A substância conhecida como “cerol”, é basicamente uma mistura glutinosa (cola), normalmente a utilizada para madeira (cuja composição básica é Poliacetato de vinila – PVA, aditivos, pigmentos e água), em conjunto com vidro moído. A linha da “pipa” é envolta nessa mistura, que após secar, produz um efeito, que, somado a certos movimentos impostos ao conjunto, permite que a linha de outra “pipa” seja cortada. Tal efeito, cortante, gera a possibilidade de mudança da esfera recreativa, da inocente brincadeira de “empinar pipa”, para outras como administrativa, criminal, etc., quando o objeto cortado não é outra pipa, mas alguém, causando lesão ou morte, ou ainda dano ao patrimônio de terceiros.

Em Catalão a Polícia Militar vem desenvolvendo abordagens as pessoas com objetivo de orientação e também apreensão de material e encaminhamento a delegacia, onde podem ser conforme as circunstâncias configurar o crime do art. 132 do CP “Perigo para a vida ou saúde de outrem Art. 132 – Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente:  Pena – detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.”