anuncie

5 de outubro de 2015

Delegação do Botafogo-SP confundem fogos de artifícios da Festa do Rosário e dizem que torcedores do Crac atrapalharam concentração da equipe

Escrito por: Badiinho Filho

Foto Reprodução

Aconteceu na última sexta-feira, 02, a partida de volta entre Crac e Botafogo-SP do Campeonato Brasileiro Série D, partida a qual o Leão do Sul ganhou pelo placar de 1 à 0, mas não conseguiu a classificação, já que havia perdido no primeiro jogo por 3 a 0, em Ribeirão Preto.

A polêmica maior está sendo por conta de uma matéria veiculada na emissora EPTV, afiliada da Rede Globo e próprio Partal G1, a qual fala em que torcedores do Crac teriam soltado fogos de artifícios na porta do hotel onde estava hospedada a delegação do Botafogo-SP para atrapalhar a concentração da equipe, fato inverídico apresentada pela equipe de reportagem de Ribeirão Preto-SP . O problema é que coincidentemente a partida era em um dia posterior a Alvorada de anúncio a 139ª Festa em Louvor a Nossa Senhora do Rosário.

Click nos links e vejam as matérias

http://globotv.globo.com/eptv-sp/jornal-da-eptv-1a-edicao-ribeirao-preto/v/torcedores-do-crac-go-atrapalham-o-sono-dos-jogadores-do-botafogo-sp-em-catalao/4510591/

http://globoesporte.globo.com/sp/ribeirao-preto-e-regiao/noticia/2015/10/torcida-do-crac-solta-fogos-em-frente-ao-hotel-do-botafogo-sp-em-catalao.html

Leiam o artigo escrito pelo jornalista Gustavo Marinho ao Blog do Badiinho;   

 

Consideração

Foto: Reprodução 

 

“Ao ler a matéria “Torcida do Crac solta fogos em frente ao hotel do Botafogo-SP, em Catalão”, fiquei um tanto surpreso, porque moro em Catalão há 26 anos e os torcedores do Crac são minoria extrema. Muitos gostam mesmo é de criticar. Não há paixão, tão pouco fanatismo; situação bem diferente dos clubes grandes. O que aconteceu naquela noite, de fato, foi o início de uma das festas mais tradicionais do Estado: a festa em louvor a Nossa Senhora do Rosário, que conta com mais de 20 ternos de congo e 139 anos de história. A alvorada, que reúne a população e cerca de 4 mil dançadores, sempre acontece nos primeiros dias de outubro. Então, temos duas situações: ou os funcionários do hotel não informaram a delegação do Botafogo-SP sobre esse evento em Catalão às 2h, ou, na pior das hipóteses, houve sensacionalismo por parte da emissora do interior de São Paulo que veio até Catalão (ah, por falar nisso, o hotel não fica no Centro, como informado pelo repórter na entrada ao vivo para Ribeirão Preto). Também temos a possibilidade de que a delegação botafoguense simplesmente ignorou os fatos e achou melhor criticar a possível “provocação” da torcida. Os fogos foram soltos há uma distância considerável, mas realmente devem ter atrapalhado a noite de sono dos jogadores. O que é inadmissível, no meu posicionamento de especialista em Comunicação, é inventar histórias e dramatizar um fato tão irrisório. Volto a dizer, os moradores de Catalão, que se dizem torcedores do Crac, são muito light e não têm muita preocupação com o time. Quase impossível eles gastarem dinheiro por causa de jogo (lembrando que a maioria foi ao estádio porque trocou alimento não perecível por ingresso). É lamentável a afiliada da TV Globo manter esta postura. Fica a dica: quando o repórter chegar numa cidade desconhecida, é importante apurar os fatos com mais precisão. Assim, não comete gafe. Abraços e parabéns para o Botafogo-SP, que em matéria de futebol, mereceu a vitória. Só lembrando que no site do Globo Esporte, este comentário foi parcialmente modificado. Censura em pleno século XXI ou medo da verdade? Vai saber.”