anuncie

9 de novembro de 2020

CONVERSAS COM MITSUBISHI NÃO AVANÇAM, DIZ SIMECAT

Representantes do SIMECAT (Sindicato dos Metalúrgicos) e da HPE, fábrica da Mitsubishi em Catalão, tiveram uma nova rodada de conversas no dia 5. Porém, o impasse, segundo o sindicato, continua: o número de demissões na unidade, no dia 3 deste mês.

O presidente, Carlos Albino, diz que não teve acesso ao número exato de desligamentos, porém, acredita que seja em torno de 35 e as conversas não avançam.  E diz que a lei que prorroga os incentivos fiscais, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, beneficiaria a montadora, porém mesmo assim, as demissões teriam acontecido. “A empresa tem negado todas as nossas reivindicações, nem sequer aumento em cima da inflação, ou o pagamento do prêmio L 200, ou aumento no vale card. Ela tem feito pressão em cima dos funcionários, e esses desligamentos são uma retaliação”, diz ele.

Albino diz que a justificativa da unidade é a falta de peças e o presidente até entende, de acordo com ele. “Mas a empresa tem que compreender a situação dos metalúrgicos, que há 3 anos não têm aumento de salário”, diz.

Uma nova rodada de conversas deve acontecer na sexta-feira, dia 13 e uma assembleia deve acontecer na semana que vem para deliberação junto aos funcionários. A Assessoria de Comunicação da empresa não retornou ao contato.

Escrito por: Cristina de Mesquita