anuncie

26 de abril de 2019

CONFIRA QUAIS SERVIÇOS DO DETRAN-GO DEIXAM DE EXIGIR VISTORIA VEICULAR

Foto: Reprodução

Com o objetivo de reduzir os custos, o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) deixou de exigir vistoria veicular em quatro serviços prestados pelo órgão, sendo um deles a emissão de 2ª via de Certificado de Registro de Veículo (CRV) e/ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Em casos como este, a vistoria tinha custo de R$ 175,76. A nova medida começou a valer na última quinta-feira (25/4).

A não exigência das vitorias só ocorre porque neste mês de abril passou a vigorar a portaria que altera os registros de contratos de leasing (locação financeira ou arrendamento mercantil) e alienação fiduciária de veículos junto ao Detran-GO. Com a mudança, a única cobrança referente ao registro de contrato é a taxa a ser paga direto ao Detran-GO, de R$ 193,06. O órgão prevê economia de ao menos R$ 9 milhões.

“Depois de atuarmos na redução da taxa de registros de contratos, trazemos mais uma redução de custos que impacta diretamente o cidadão. Quem desembolsava estes R$ 175,76 era o usuário. São cerca de R$ 9 milhões por ano que eram gastos com estes serviços”, explicou o presidente do Detran-GO, Marcos Roberto Silva.

Serviços do Detran-GO que deixam de exigir vistoria veicular

A partir de ontem (25/4), a autarquia retira a obrigatoriedade de vistoria veicular em quatro situações: emissão de 2ª via de Certificado de Registro de Veículo (CRV) e/ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV); perda ou danificação da placa traseira, tarjeta e/ou lacre do veículo; adoção da segunda placa traseira; e registro inicial de reboque e semirreboque, com a tara de até mil quilos.

Nestes casos, a vistoria tinha custo de R$ 175,76, por solicitação. Somente em 2018, foram solicitados junto ao órgão mais de 50 mil desses procedimentos. Quem precisar de quaisquer desses serviços deve procurar a sede do Detran-GO ou as unidades Ciretrans espalhadas pelo interior do estado, ou ainda ir a uma das unidades do Vapt Vupt.

 

Escrito por: Redação/Dia Online