12 de Maio de 2020

CATALÃO RECEBE MAIS DE 7 MIL DOSES DA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE H1N1; VACINAÇÃO ESTÁ SENDO TRANQUILA NOS POSTOS DE SAÚDE NESSA TERCEIRA ETAPA

Terceira etapa da campanha de vacinação contra a H1N1 está acontecendo nos postos de saúde de Catalão. Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Sete mil doses da vacina contra a gripe H1N1 chegaram em Catalão, as quais foram distribuídas nos postinhos de saúde, tendo um retorno da campanha de vacinação considerado tranquilo.

Nessa terceira etapa de vacinação contra a influenza H1N1, a cidade de Catalão recebeu ao todo 7.400 doses, e quem tem procurado os postos de saúde, está encontrando tranquilidade, e praticamente não encontra filas.

Nessa etapa da vacinação, estão incluídos os professores, mães que deram à luz recentemente, adultos de 55 a 60 anos, e crianças, de 6 meses a 6 anos de idade.

Com relação as pessoas de outros grupos, que não conseguiram se vacinar no início da campanha, como é o caso de algum idoso, essas pessoas conseguem se vacinar a qualquer momento, basta ira em algum posto de saúde, e levar o seu cartão de vacina ou do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em outras situações, outros documentos também são necessários, como explicou Ariana Martins da Costa, chefe de Vigilância Epidemiológica de Catalão. “É importante o responsável das crianças trazerem o cartãozinho de vacina para que seja comprovada a idade, professores trazerem um comprovante de vínculo, seja contracheque, ou até mesmo o crachá da instituição que ele trabalha, e as pessoas de 55 a 59 anos trazer o documento de identidade, e se tiver o cartão de vacina também trazer para que ser feito o registro, e os portadores de deficiência que tiverem como comprovar, trazer a carteirinha ou algum laudo, para que seja comprovado e realizada a vacinação, destacou Ariana ao repórter Jonathan Moreira, da TV Anhanguera.

Lembramos que a cidade de Catalão, registrou nesse ano, um caso de H1N1, e destacando ainda que a vacina não deixa a pessoa imune ao coronavírus, porém, como os sintomas são idênticos, facilita no diagnóstico em uma possível suspeita.

 

Escrito por: Badiinho Filho