26 de outubro de 2021

Caçador que ajudou nas buscas por Lázaro Barbosa é preso suspeito de estupro

Ele teria começado a presentear e assediar a adolescente depois que ficou conhecido após ajudar nas buscas por Lázaro Barbosa.

Foto: Divulgação/ PCGO

Foi preso em flagrante ontem, segunda-feira (25/10), pela Polícia Civil, o caçador que ficou conhecido por ajudar nas buscas por Lázaro Barbosa, em junho deste ano. José Marcos Rodrigues, conhecido como Babaçu, é acusado de estuprar uma adolescente de 16 anos, em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás.

De acordo com a Polícia Civil, o homem já estava assediando a adolescente há algum tempo e teria, ainda, a ameaçado de morte caso ela contasse o ocorrido para alguém.

Informações apontam que, devido a popularidade que adquiriu após ajudar nas buscas por Lázaro Barbosa, o homem começou a presentar e assediar a menor, com o intuito de manter relações sexuais com ela.

Após diversas tentativas com reiteradas negativas por parte da vítima, o homem teve conjunção carnal com ela na madrugada de segunda-feira (25), ocasião que ameaçou tomar o seu celular e a deixar a mais de 20km de distância de sua residência. Depois de cometer o crime, ele a levou para a casa e a ameaçou novamente.

Diante dos fatos, o suspeito foi preso em flagrante e levado para a delegacia, de onde tentou fugir, mas acabou sendo algemado a uma cadeira. Segundo o delegado Thales Feitosa, responsável pelo caso, Babaçu ainda teria ameaçado de morte os policiais que o prenderam.

Após os procedimentos, o preso foi conduzido à Polícia Penal, onde encontra-se a disposição do Poder Judiciário.


Fama do caçador que ajudou nas buscas por Lázaro Barbosa, preso suspeito de estupro

O homem ficou conhecido após ser visto ajudando policiais nas buscas por Lázaro, morto em troca de tiros. No dia 20 de junho, o caçador vestiu um colete e acompanhou as equipes policiais na varredura pela mata. Babaçu, caçador desde a infância, afirmou, à época, que pretendia usar a experiência para identificar o rastro do fugitivo.  Entretanto, três dias depois, Babaçu desistiu da caçada.

A reportagem não localizou a defesa do acusado. O espaço permanece aberto para manifestações.

 

Publicado por: Badiinho Filho/Com informações do Dia Online