13 de outubro de 2020

SEGUNDA ETAPA DA CAMPANHA CONTRA FEBRE AFTOSA ACONTECE EM NOVEMBRO

Começa dia 1º de novembro e vai até o dia 31, a 2ª etapa de vacinação contra Febre Aftosa em Goiás. A expectativa é de que 10 milhões de bovinos e bubalinos até 1 ano sejam vacinados. E este ano, a campanha apresenta novidades em suas regras que já foram fixadas na Portaria nº 516/2020, publicada hoje (9/10) no Diário Oficial do Estado.

As regras da segunda etapa de vacinação contra aftosa seguem a Instrução Normativa nº 48/2020 do Ministério da Agricultura, que fixou novas diretrizes para o Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNEFA). De acordo com o gerente da Agrodefesa em Catalão, Lúcio Costa e Silva, esta etapa apresentará mudanças: Produtores com até 150 cabeças, poderão apresentar o comprovante de vacinação, emitido pela loja especializada, na Agrodefesa. Acima desse número, o processo será feito via online.

SINDICATO: No Sindicato Rural de Catalão, o produtor rural, seja ele pequeno, médio ou grande, poderá fazer todo o processo gratuitamente, caso seja associado. Se não for, a taxa é de R$ 10. “Basta o produtor vir ao sindicato com a nota fiscal emitida pela loja que fazemos todo o processo”, diz Iago Duarte, gerente do sindicato.
Há 25 anos, o estado não apresenta casos de febre aftosa em seu rebanho. A intenção, segundo o presidente da Agrodefesa, José Essado, é que o Estado alcance o status de livre de aftosa sem vacinação, com reconhecimento pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Principais pontos

Segundo a Agrodefesa, o rebanho (bovinos e bubalinos) deve ser imunizado com vacina bivalente, na dosagem de 2ml. A Portaria estabelece a obrigatoriedade da emissão de Nota Fiscal Eletrônica pelas revendas de vacina, registradas e licenciadas pela Agência, tanto para imunização contra aftosa quanto para a raiva dos herbívoros.

O trânsito dos animais durante o mês de vacinação, só deve ser feito da propriedade de origem para destino, caso ambas as propriedades estiverem com todo o rebanho vacinado ou declarado na segunda etapa de 2020.
A emissão de Guias de Trânsito Animal – GTA, o Sindicato também faz para o produtor. “Basta comparecer à nossa sede com a nota fiscal”, diz Iago.
Vacinação contra raiva: segundo Lúcio Costa e Silva, da Agrodefesa local, todos os municípios da nossa região fazem parte do grupo de 121 em Goiás que também precisam imunizar seus animais contra raiva. O prazo para essa vacinação vai até o dia 7 de dezembro. “Temos a informação de que todas as lojas especializadas têm doses suficientes para imunizar todo o rebanho”, diz Lúcio.

Segundo Agrodefesa, não serão aceitas declarações de vacinação encaminhadas à Agência por e-mail, fax ou via Correios.

Mais informações, também podem ser esclarecidas no Sindicato Rural de Catalão, pelo telefone: 3441 2479.

Escrito por: Cristina de Mesquita com informações da Assessoria do Sindicato

Foto: ilustrativa

Mais detalhes: https://www.agricultura.go.gov.br/comunica%C3%A7%C3%A3o/not%C3%ADcias/3484-governo-de-goi%C3%A1s-anuncia-diretrizes-para-vacina%C3%A7%C3%A3o-contra-aftosa-em-novembro.html