23 de abril de 2013

Quatro pessoas foram autuadas pela Lei Cota Zero no lago Serra do Facão

A lei entrou em vigor no dia 10 de abril e tem como objetivo acabar com a pesca predatória, incentivar a pesca esportiva e repovoar os rios.

 Sefac 2

Dois homens foram detidos por pesca predatória e quatro autuados no primeiro fim de semana da Lei Cota Zero, no lago da usina Serra do Facão. A medida proíbe o transporte de peixes na Bacia do Paranaíba, em Goiás.

Sefac 1

 O objetivo é acabar com a pesca predatória, incentivar a pesca esportiva e repovoar os rios. De acordo com o Tenente José Carlos Pereira Oliveira, da 3ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Goiás, a nova lei visa à preservação de espécies aquáticas e a garantia da atividade turística às margens dos rios.

A fiscalização realizada pela 3ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Goiás, com apoio da Serra do Facão Energia S.A., apreendeu mais de 21 quilos de pescado no lago da usina.

Sefac-3

Durante a fiscalização, cerca de 50 pessoas foram abordadas, 15 acampamentos e 12 embarcações foram vistoriados. A fiscalização resultou na apreensão de 32 redes, dois espinhéis, seis varas, cinco molinetes, um motor polpa 15HP e um barco.

Cota zero

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) esclarece que a pesca não está proibida para os amadores licenciados, apenas o transporte. O consumo do peixe abatido deve ser feito no próprio local da pescaria.

Quadro 1

Quadro 2

 

Natália Manfrin

Assessora de Comunicação