anuncie

2 de setembro de 2015

Preso um dos suspeitos de matar e atear fogo em casal de mendigos em Catalão

Escrito por: Badiinho Filho

Fotos: Badiinho

DSCN8363
“Prisão de um dos suspeitos aconteceu na manhã de hoje, próximo ao local do crime”

O Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) e o Serviço de Inteligência do 18º Batalhão de Polícia Militar, realizou a prisão de um dos autores do duplo homicídio na represa do Clube do Povo, onde um casal de mendigos foram encontrados carbonizados na manhã do último dia 25 de agosto, embaixo de um pé de manga as margens da represa, por um morador da região que fazia caminhada no complexo.

Segundo o Sargento Hudson André do GPT, há quatro dias a polícia não havia conseguido localiza-los e hoje, o Serviço de Inteligência do 18º BPM solicitou apoio dos policiais do Tático, após serem informados que havia a possiblidade dos possíveis autores estar em alguns locais aqui na cidade e, os policiais saíram logo pela manhã na tentativa de localizar os indivíduos. Foram realizadas buscas em postos de combustíveis, aos arredores do Ginásio Internacional Dimas Gomes Pires e nas imediações da represa do Clube do Povo, local onde foi realizada a prisão de David Aires da Silva, 22 anos de idade, morador do Pontal Norte, sendo um dos suspeitos de cometer o duplo homicídio.

O Sargento Hudson também informou que David teria matado o rapaz e o seu comparsa apelidado de “Neguinho”, natural de Uberlândia-MG, esfaqueou até a morte a menina, ateando fogo logo em seguida e jogado a faca do crime dentro do lago. O motivo da barbárie teria sido uma discussão e segundo o possível autor, o rapaz (vítima) teria ameaçado ele e mãe dele de morte, o que foi o bastante para tirar a vida dos mesmos.

O suspeito foi conduzido até o 1º Distrito Policial de Catalão, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Ouçam áudio da entrevista com o Sargento Hudson André do 18º BPM

20150902082427
“Sargento Hudson André do GPT/Catalão”