29 de Maio de 2020

PM E PC DE CATALÃO PRENDE EM FLAGRANTE, SUSPEITO DE ATEAR FOGO EM MULHER DE 32 ANOS; CRIME FOI NA MADRUGADA DE HOJE, E VÍTIMA ESTÁ INTERNADA EM ESTADO GRAVE NO HUGOL, EM GOIÂNIA

PM de Catalão conseguiu prender em flagrante, suspeito de atear fogo na própria companheira. Mulher está internada em estado grave no HUGOL, em Goiânia. Foto: Thiago Silva – Diante do Fato/Reprodução

O fato aconteceu na madrugada dessa sexta-feira (29), em uma casa na Rua 98 esquina 109, no bairro Castelo Branco, onde companheiro da vítima, uma mulher de 32 anos de idade, teria jogado álcool nela e ateado fogo, a qual teve queimaduras em 70% do seu corpo, sendo necessária a sua transferência para o HUGOL, em Goiânia, capital de Goiás, unidade que possuí ala especializada para tratamento de pacientes com queimaduras graves.

A prisão do suspeito, um homem de 35 anos de idade, se deu após o serviço de inteligência da Polícia Militar de Catalão em trabalho conjunto com a Polícia Civil, iniciarem o monitoramento locais frequentados pelo suspeito, como por exemplo a casa de familiares, inclusive a casa de uma de suas irmãs, onde estiveram os policiais, e a partir das diligências com revista domiciliar no local, não sendo localizado nada. Na sequência, de acordo com os policiais, a irmã do suspeito teria ficado apreensiva e preocupada, fechando a residência e saindo às pressas.

Os policiais percebendo a reação da familiar, os policiais fizeram o acompanhamento dela, fazendo-se assim, o seu monitoramento, desde o momento em que ela deixou sua residência, localizada na Rua Posse, até a Vila Chaud, e na Rua Ademar Camargo, a irmã dos suspeito adentrou na casa de sua avó, avisando que a polícia estava a sua procura, e de acordo com o que nos foi informado, o suspeito já tinha arrumado suas coisas para fugir, mas foi impedido pelos policiais no momento em que deixava a residência da sua avó.

Após ter sido efetuado a prisão, os policiais levaram o suspeito até o local do crime, ou seja, na casa onde vivia com a vítima, onde a polícia recolheu um frasco de álcool, isqueiro, possivelmente usados para atear fogo na mulher.

De acordo com o Comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar – Batalhão Pirapitinga, o homem de 35 anos, com passagens por roubo, lesão corporal, ameaça e porte ilegal de arma, foi preso em flagrante e encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil, onde até o fechamento dessa matéria, estava sendo autuado por tentativa de feminicídio.

A pena prevê para esse tipo de crime, de 12 a 30 anos de prisão.

 

Escrito por: Badiinho Filho