3 de outubro de 2020

NO MARANHÃO, PRATELEIRAS DE SUPERMERCADO DESABAM SOBRE OS CLIENTES; AO MENOS OITO SE FERIRAM E UMA FUNCINÁRIA MORREU

Cinco torres de prateleiras com mercadorias caíram e ao menos oito pessoas ficaram feridas; bombeiros seguem nas buscas por vítimas. Foto: Redes Sociais/Reprodução.

A queda de cinco torres de prateleiras gigantes em um supermercado em São Luiz, no Maranhão, matou uma funcionária e deixou pelo menos outras oito pessoas feridas na noite desta sexta-feira (2). O acidente aconteceu por volta das 20h e foi registrada pelo circuito interno de segurança do local.

Os nomes da vítima fatal e dos feridos não foram divulgados. Em vídeos que circulam pela internet é possível ver o exato momento em que as inúmeras estruturas metálicas começam a cair em uma espécie de efeito dominó. No momento do acidente, havia uma movimentação intensa de clientes. Ainda não há informações sobre o que provocou o desabamento, mas há suspeita de que um acidente com uma empilhadeira poderia ter provocado a queda de uma das gôndolas, causando um efeito dominó, derrubando quase metade da linha de frente do supermercado.

Outra hipótese, segundo os relatos de quem estava no local, é de que uma prateleira estaria balançando com o suposto excesso de peso e que um operador de empilhadeira teria tentado tirar um bloco de palete, sem tempo de evitar a tragédia.

 

Ver essa foto no Instagram

 

😱😲😞TRAGÉDIA NO MARANHÃO – A queda de cinco torres de prateleiras gigantes em um supermercado em São Luís, no Maranhão, matou uma funcionária e deixou pelo menos outras oito pessoas feridas na noite desta sexta-feira (2). O acidente aconteceu por volta das 20h e foi registrada pelo circuito interno de segurança do local. . Os nomes da vítima e dos feridos não foram divulgados. Em vídeos que circulam pela internet é possível ver o exato momento em que as inúmeras estruturas metálicas começam a cair em uma espécie de efeito dominó. No momento do acidente, havia uma movimentação intensa de clientes. Ainda não há informações sobre o que provocou o desabamento, mas há a suspeita de que um acidente com uma empilhadeira poderia ter provocado a queda de uma das gôndolas, causando um efeito dominó, derrubando quase metade da linha de frente do supermercado. . Outra hipótese, segundo os relatos de quem estava no local, é de que uma prateleira estaria balançando com o suposto excesso de peso e que um operador de empilhadeira teria tentado tirar um bloco de palete, sem tempo de evitar a tragédia. (Fonte: @otempo) . Acesse Blog do Badiinho e leia mais notícias! . #blogdobadiinho #blog #notícias #maranhão #tragédia #desabamentodeprateleiras #sãoluís #maranhão #funcionáriamorta #oitoferidos #acidente #supermercado #blogdobadiinho #blogdenotícias #notíciasdomaranhão #notíciasnacionais

Uma publicação compartilhada por Blog do Badiinho (Oficial) (@blogdobadiinho) em

O governo do Estado afirmou que o trabalho de buscas as vítimas realizado pelo Corpo de Bombeiros continuaram na manhã deste sábado (3), e que só fará a divulgação dos dados depois que todas as famílias forem informadas sobre a situação das vítimas. Ao final do resgate haverá um pronunciamento oficial, previsto para ocorrer ainda hoje.

Segundo o Corpo de Bombeiros logo após o acidente houve um princípio de curto-circuito. Por causa da escuridão e da quantidade de escombros, as equipes de resgate adotaram a tática de ouvir se telefones móveis estão tocando para chegar a possíveis vítimas que ainda não foram todas resgatadas.

Logo após o acidente, o governador do Maranhão informou que determinou ao comandante do Corpo de Bombeiros dedicação integral no acidente, para prestar socorro e assistências às vítimas. Já o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), afirmou por meio de uma rede social que enviou ambulâncias do Samu e acionou equipes médicas nos hospitais Socorrão I e II, Hospital da Criança e Unidade de 24h da Zona Rural para receber os feridos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, quatro hospitais públicos municipais acionaram planos de emergência, inclusive chamando médicos e enfermeiros de folga, para receber as vítimas do acidente.

O supermercado envolvido no acidente, o Mix Atacarejo, faz parte do grupo Mateus, que diz ser “a maior rede de supermercados do Brasil com capital 100% nacional.” O grupo emitiu uma nota lamentando o ocorrido. “O Grupo Mateus reforça que, neste momento, o que importa é o resgate dos envolvidos no acidente, o apoio às vítimas e seus familiares. Para nós, a prioridade são as pessoas”, informou por meio de nota.

 

Escrito por: O Tempo/Redação