23 de outubro de 2018

GOIÁS: acidentes com ambulâncias deixam três pessoas mortas e seis feridas; um dos veículos que vinha para Catalão pegou fogo e passageiros morreram carbonizados

Foto: Divulgação da PRF/Reprodução

Nesta madrugada duas ambulâncias envolveram-se em acidentes nas rodovias federais que cortam o estado. Na região norte, um veículo do SAMU que seguia de Porangatu para Goiânia com seis ocupantes capotou depois de sair da pista. No momento do acidente chovia e um dos pneus traseiros da ambulância estava liso. Os ocupantes sofreram lesões leves e foram encaminhados ao hospital de Ceres.

Após colisão de ambulância com caminhão, veículo pegou fogo e passageiros morreram carbonizados; pacientes vinham de Domiciano Ribeiro, distrito de Ipameri-GO para fazer hemodialise 

Já no início da manhã, por volta das 5h30, outra ambulância, que levava pacientes para hemodiálise de Domiciano Ribeiro para Catalão se envolveu em uma colisão com um caminhão ocasionando a morte dos três ocupantes no trecho de Campo Alegre, na região sudeste do estado. A condutora, de 47 anos, e um passageiro ficaram carbonizados enquanto o terceiro ocupante foi arremessado para fora do veículo. De acordo com levantamentos preliminares a ambulância rodou na pista invadindo a faixa contrária e colidiu com a carreta. No local a pista é simples e estava seca no momento do acidente.


Veículo sem condições de segurança

A PRF apreendeu uma ambulância que seguia de Abadiânia para Goiânia em estado crítico de conservação, com pneus lisos, para-brisas trincado e documentação atrasada. O veículo foi retido nesta manhã (23) na unidade da PRF em Anápolis e transportava um paciente, que seguiu viagem em outra ambulância, em condições seguras para o transporte.

A tampa traseira da ambulância ainda estava sem tranca, com um parafuso improvisado para travá-la, comprometendo a segurança do paciente transportado. O motorista, que não possui o curso obrigatório para condução de veículos de emergência, foi multado em R$577 pelas infrações de licenciamento vencido, veículo em mau estado de conservação e falta de documento obrigatório. O veículo ficará retido no pátio até a sua regularização.

Escrito por: Redação/Comunicação da PRF Goiás