anuncie

28 de dezembro de 2020

ESTRADAS DE GOIÁS: MÃE MORRE EM ACIDENTE AO TENTAR SOCORRER FILHO QUE HAVIA SE AFOGADO EM PISCINA; CRIANÇA DE 2 ANOS TAMBÉM NÃO RESISTIU

Criança também morreu, mas, de acordo com o Instituto Médico Legal, a causa foi o afogamento, e não o capotamento. Carro em que mãe e filho estavam capotou em rodovia de Buriti Alegre, Goiás — Foto: TV Anhanguera/Reprodução

Uma mulher de 37 anos morreu em um acidente de carro enquanto tentava socorrer o filho, de 2 anos, que se afogou na piscina de uma casa em Buriti Alegre, no sul de Goiás, no domingo (27). O menino também morreu mas, segundo o Instituto Médico Legal, a morte aconteceu devido ao afogamento. Outras duas pessoas ficaram feridas no acidente.

De acordo com o registro da polícia, o grupo estava em uma casa no povoado de Corumbazul quando o menino, identificado como Arthur Charles Fagundes dos Santos, se afogou na piscina. A mãe dele, Rafaela Neta dos Santos, o colocou no carro e, junto com outras duas pessoas, foram pela GO-210 em direção a Buriti Alegre em busca de atendimento médico.

Porém, em um trevo, o veículo passou direto e capotou. Todos os ocupantes foram arremessados para fora do carro. Segundo a polícia, dois dos ocupantes estavam a cerca de 30 metros de distância do veículo.

Uma pessoa que passava pela rodovia chegou a tentar socorrer a criança e levá-la ao hospital, mas ela já chegou sem vida. Os outros ocupantes foram socorridos e levados a hospitais da região.

Rafaela foi encaminhada para o Hospital de Urgências de Goiânia. Ela morreu durante uma cirurgia. Os nomes dos outros ocupantes do veículo não foram divulgados para que a reportagem atualizasse o estado de saúde deles.

O caso foi registrado na Polícia Civil. “Vamos apurar as causas desse afogamento e do acidente. As pessoas que podem nos dar as informações mais importantes são as que estavam no carro e estão feridas. Então, vamos aguardar que elas se recuperem para que a gente possa ouvi-las”, disse o delegado Anderson Araújo.

 

Escrito por: Redação/G1 Goiás