• 64 99927 3817
anuncie

13 de Maio de 2020

TRABALHADORES DO SETOR DE EVENTOS EM CATALÃO SOFREM IMPACTOS DA PANDEMIA E PEDEM SOCORRO; AO TODO, SÃO MAIS DE 2 MIL PESSOAS QUE ESTÃO SEM TRABALHAR DESDE O PRIMEIRO DECRETO DE ISOLAMENTO

Segmento de eventos de Catalão chega a cerca de 80 pessoas no total, entre donos de buffets, fotógrafos, decoradores, donos de salões de festas e casas de noivas, gerando cerca de 2.088 empregos indiretos. Impactos causados pela pandemia está sendo catastrófico. Foto: Reprodução

O Badiinho foi procurado por pessoas que trabalham com eventos na cidade de Catalão, sendo eles proprietários de salões de festas infantis, organizadores de eventos como casamentos, aniversários, dentre outros, que segundo uma empresária do segmento, chega a cerca de 80 pessoas no total, entre donos de buffets, fotógrafos, decoradores, donos de salões de festas e casas de noivas, mas que geram cerca de 2.088 empregos indiretos, que estão sofrendo fortemente os impactos da pandemia do corovavírus (Covid-19).

De acordo com a empresária Liana Lara Buffet e Salão e decoração Bella kids, somente ela, possuí uma despesa de cerca de R$ 15 mil reais, a qual está tendo que arcar sem faturar desde o dia 16 de março, quando começou o isolamento social em Goiás e na cidade de Catalão.

A empresária Liana Lara, disse ao Badiinho, que os trabalhadores indiretos do segmento, como boleiras, salgadeiras, cozinheiras, doceiras, músicos, seguranças, garçons, montadores de painéis e locadores de tendas, estão passando por muitas dificuldades, e algumas pessoas passam dificuldades até para comprar alimentos e gás de cozinha.

Liana Lara também nos disse, que um grupo de pessoas estão organizando uma Live Solidária para os trabalhadores do segmento, com data, local e atrações, que será divulgadas nos próximos dias.

A empresária também nos relatou, que há cerca de 15 dias esteve reunida com o Prefeito de Catalão, Adib Elias (POD), o qual foi bem receptivo, e afirmou que se empenharia para ajudar a categoria, pedindo a ela, que fosse apresentado um projeto, o que foi feito, e agora, ela aguarda o prazo de 15 dias solicitado pelo prefeito, que deve discutir o projeto com o comitê de combate e prevenção a disseminação a Covid-19

No projeto apresentado ao Chefe do Executivo de Catalão, Liana Lara disse que as medidas de salões serão repassadas as autoridades, com informações com a capacidade de cada salão, tendo que ter liberadas duas entradas com profissionais fiscalizando se os convidados estarão usando máscaras, e caso alguma pessoa não estiver usando, o organizador disponibilizará a máscara para a pessoa, além da higienização das mãos na entrada e saída, bem como os calçados, que serão higienizados com água sanitária.

Nesse projeto elaborado, os salões terão que manter suas portas e janelas abertas, manter mesas com 10 cadeiras, mas com apenas 4 pessoas da mesma família com distanciamento de 1,5 mt de uma pessoa para outra, sendo também disponibilizado um frasco de álcool gel para cada mesa.

Com relação a cozinha, somente teriam acesso funcionários, que seriam limitados a dois, os quais trabalhariam seguindo as recomendações da vigilância sanitária. Assim como as cozinheiras, os demais funcionários também trabalhariam com máscaras e luvas.

Finalizando, Liana Lara, disse que o segmento trabalharia com 30% de suas capacidades, e que seriam vedadas as entradas de idosos acima de 60 anos de idade, e de pessoas que estão inseridas no grupo de risco.

 

Escrito por: Badiinho Filho