• 64 99927 3817
anuncie

20 de abril de 2020

CORONAVÍRUS EM CATALÃO: TRÊS CASOS TESTADOS POSITIVOS EM TESTES RÁPIDOS, DERAM NEGATIVOS NA CONTRAPROVA DO LACEN; OUTRAS DUAS CONTRAPROVAS SÃO AGUARDADAS

Imagem de modelo de teste rápido da Covid-19. Foto: Reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Catalão, divulgou no final da manhã de ontem, domingo (18/04), o resultado de duas contraprovas do Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), os quais, deram positivos para contaminação a Covid-19 em testes rápidos, após passarem por consultas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na semana passada e serem submetidas aos testes.

De acordo com a nota, “foram descartados mais três casos de suspeita de Coronavírus na cidade. Se trata de três mulheres, uma de 39 anos, outra de 48 anos e outra de 56 anos de idade. Destacando que, as mesmas não foram registradas como casos suspeitos, visto que, ao fazerem a consulta na UPA, de imediato realizaram o teste rápido, que testou negativo”.


LEIA A NOTA COMPLETA NA ÍNTEGRA:

Foto: Divulgação/Reprodução

ATUALIZAÇÃO| A Secretaria Municipal de Saúde informa à população que hoje (19), foram descartados mais três casos de suspeita de Coronavírus na cidade. Se trata de três mulheres, uma de 39 anos, outra de 48 anos e outra de 56 anos de idade. Destacando que, as mesmas não foram registradas como casos suspeitos, visto que, ao fazerem a consulta na UPA, de imediato realizaram o teste rápido, que testou negativo.

E mais dois resultados chegaram do LACEN, testando negativo para a COVID-19, uma mulher de 46 anos e um homem de 55 anos de idade.
Assim, de acordo com a atualização, 50 (cinquenta) casos já foram descartados e hoje temos 02 (dois) casos suspeitos, entretanto, testados positivos através do teste rápido e 01 (um) confirmado, porém curado, em Catalão.

Lembrando que, só serão divulgados casos de suspeita de Coronavírus, quando a Secretaria Municipal de Saúde for notificada oficialmente pela unidade ao qual recebeu o paciente.

SECOM – Prefeitura de Catalão

 

Escrito por: Badiinho Filho