• 64 99927 3817
anuncie

25 de março de 2020

PROCON DE CATALÃO FAZ FISCALIZAÇÃO EM SUPERMERCADOS, FARMÁCIAS, PADARIAS E DEMAIS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS; MEDIDA É PARA EVITAR PRÁTICA DE PREÇOS ABUSIVOS

Desde o último domingo (22), estabelecimento comerciais de Catalão estão recebendo fiscalização do PROCON. Foto: TV Sucesso/Reprodução

Desde domingo (22/03), o PROCON de Catalão e o assessor jurídico do órgão, estão percorrendo vários estabelecimentos comerciais da cidade, para fiscalização de possíveis preços abusivos, e também apurar denúncias, ação que conta com o apoio da Polícia Militar.

“Nós estamos percorrendo os comércios de Catalão, tanto os supermercados, drogarias, panificadoras, frutarias, o comércio de um modo geral, inclusive as agências bancárias também. A preocupação nossa maior, e a cobrança maior da população, é em respeito aos gêneros alimentícios, e estamos percorrendo os supermercados, comparando os preços anteriores com o atual, e nós notamos que houve um acréscimo, que acaba afetando o bolso do consumidor, mas também, nós notamos que nos novos pedidos, houve um acréscimo dos valores, as cargas de gêneros alimentícios que estão chegando para os comerciantes de Catalão, já está chegando mais salgado, e isso com certeza, colocando a margem de lucro, que é a mesma anterior que nós exigimos dos comerciantes, de toda forma, vai chegar mais caro para os comerciantes, e consequentemente para os consumidores da nossa cidade”, disse o chefe do PROCON de Catalão, Anísio Pereira.

Com relação as farmácias, o PROCON alerta que os preços do álcool gel, devem estar visíveis para o consumidor.

“Em algumas farmácias, constatamos que, maliciosamente o proprietário não estava colocando os preços em alguns produtos, principalmente no álcool gel, e nós estamos pedindo, os consumidores que denuncie que nós iremos neste estabelecimentos. Nestes locais em que constatamos essa prática, nós exigimos na nossa frente, fazendo filmagens, os proprietários colocando os preços, para que os consumidores não levem prejuízos”, disse Anísio Pereira, chefe do PROCON no município de Catalão.

Ainda de acordo com o órgão, nos casos em que forem confirmados os abusos nos preços, as empresas serão penalizadas.

“Evidentemente que nós tivemos algumas denúncias, constatamos também preços abusivos em alguns supermercados, em algumas farmácias, e para essas pessoas que praticaram preços abusivos, nos procedemos o recolhimento de provas, será feita uma atuação nestes comércios, e de repente até uma Ação Civil Pública, para compensar o dano moral coletivo que ele está causando para a população. Uma vez constatada o aumento excessivo do preço, a primeira coisa que o consumidor deve fazer, é requerer a nota fiscal, com a nota em mãos, ele poderá protocolar esse documento no PROCON, e diante desse protocolo, o órgão irá tomar as providências que entender que serão cabíveis”, destacou Rafael Machado, assessor jurídico do órgão.

O PROCON de Catalão também disponibiliza um número para denúncias. Segue o contato: (64) 9 9695-8745.

“Nós queremos pedir a população também, que não se aglomere, o PROCON está fazendo esse trabalho, nas portas, dentro dos supermercados, frutarias, panificadoras, para que o consumidor não fique próximo um ao outro, e assim evitar o contágio desse vírus”, finalizou Anísio Pereira.

ASSISTA A REPORTAGEM DO BALANÇO GERAL CATALÃO: 

Escrito por: Badiinho Filho/Com informações do Balanço Geral Catalão