• 64 99927 3817
anuncie

9 de março de 2020

BEBÊ ESPANCADA EM TRINDADE FOI VÍTIMA DE AGRESSÕES CONTÍNUAS, APONTA LAUDO

Radiografia mostra fratura na perna esquerda da babê que está internada em Goiânia. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

A bebê de seis meses que está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia, foi vítima de repetidas agressões, conforme aponta um laudo preliminar emitido pela Polícia Técnico-Científica nesta segunda-feira (9). De acordo com o documento, ela possui marcas de lesões antigas e recentes. A vítima está em estado gravíssimo, em coma e respira com ajuda de aparelhos, segundo o boletim médico mais recente divulgado pela unidade de saúde.

A menina deu entrada no HMI na manhã da última quinta-feira (5), vítima de espancamento e maus-tratos. Nela, foram identificadas 12 fraturas, um edema cerebral e queimaduras. A suspeita é de que os pais sejam os autores das agressões, ocorridas em Trindade, na região metropolitana da capital. Ambos foram presos. A situação foi levada à polícia por uma médica, que desconfiou do espancamento e acionou o Conselho Tutelar do município após a bebê dar entrada no hospital.

De acordo com a Polícia Civil, o pai, de 24 anos, nega as acusações. A mãe, de 18, afirma que o homem teria puxado, com força, a filha pelas pernas e pelos braços. Com isso, ela teria batido a cabeça na cama. Ambos foram atuados por tentativa de homicídio e também podem responder por maus-tratos.

Escrito por: Redação/O Popular