• 64 99927 3817
anuncie

18 de fevereiro de 2020

PREFEITURA DE GOIÂNIA DIVULGARÁ EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO ATÉ QUINTA (20); SÃO MAIS DE 1.600 COM SALÁRIOS ENTRE R$ 1.075,00 A 5.440,00 REAIS

Contrato entre a prefeitura e a UFG foi assinado nesta terça-feira (18). Foto: Reprodução

Será divulgado até a próxima quinta-feira (20), o edital do concurso público da Prefeitura de Goiânia. Serão oferecidas 1. 631 vagas para as áreas de Saúde, Educação, Assistência Social e Guarda Civil Metropolitana. O concurso será realizado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e a previsão é que seja homologado até o mês de junho.

As vagas serão distribuídas nos níveis fundamental, médio e superior. Os salários vão variar entre R$ 1.075,00 até R$ 5.440,00 de vencimentos (Salários somados com os benefícios). Na área da Saúde serão 673 vagas.  Na área de Educação há uma projeção em torno de 800 vagas. Na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas)havia uma perspectiva inicial em torno de 500 vagas, mas o número deve passar por adequações e o restante para a Guarda Civil Metropolitana.

O cronograma do concurso e o quantitativo detalhado das vagas serão divulgados com o edital. O prefeito de Goiânia, Iris Rezende detalhou que no começo da administração houve dificuldade financeira e por esse motivo não foi possível fazer o concurso anteriormente.

O prefeito explicou porque a escolha das áreas da Educação, Saúde, Assistência Social e da Guarda são mais carentes. “Essas são as áreas mais carentes de servidores, as outras não são tão carentes. Não podemos deixar uma criança sem espaço para estudar, não podemos deixar uma pessoa sem atendimento, por falta de pessoal”, declarou o prefeito.

A Prefeitura de Goiânia compromete com pessoal 45,08% da Receita Corrente Líquida, segundo o chefe do Executivo Municipal, abaixo dos limites, de 51,30%, e máximo, de 54%, definidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ao longo de 2019, o pagamento de salário aos servidores representou a maior despesa. Os gastos com pessoal e encargos sociais chegaram a R$ 2,7 bilhões ou 52,26% da despesa total.

A expectativa é que o chamamento ocorra ainda antes do período eleitoral. A lei destaca que aprovados não podem ser chamados três meses anteriores e três meses após as eleições.

As provas devem ocorrer ainda este ano e o concurso será organizado pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG). “A prefeitura vai aumentar seu contingente, mas com justiça. O concurso é um instrumento para fazer justiça par a aqueles que buscam o conhecimento”, disse o prefeito de Goiânia, Iris Rezende.

 

Escrito por: Redação/Diário de Goiás