• 64 99927 3817
anuncie

14 de fevereiro de 2020

CATALÃO: ALUNA QUE MORA COM TRÊS PESSOAS GANHA PRÊMIO POR REDUZIR A CONTA DE ÁGUA PARA R$ 12 REAIS

Vitória Gonçalves dos Santos, de 17 anos, mudou a rotina da família em Catalão, Goiás, para gastar menos energia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma campanha para reduzir o valor da conta de água mobilizou alunos do Sesi Goiás a conscientizarem os parentes para economizar água por meio de medidas sustentáveis. Estudante de Catalão, na região sudeste do estado, Vitória Gonçalves dos Santos, de 17 anos, foi a campeã do concurso. Ela conseguiu reduzir a conta de água da casa dela em mais de 70%. A conta, que costumava girar em torno de R$ 90, agora custa R$ 12.

“A gente começou a utilizar a água da máquina para lavar a área e limpar a casa. O banho é de 10 a 15 minutos e antes era de 30. A gente liga o chuveiro, desliga, ensaboa e liga de novo. Para lavar a louça, a gente molha um pouco todas, ensaboa e enxágua tudo de uma vez”, explica.

A campanha faz parte do 2º Concurso Água na Medida Certa, que mobilizou unidades escolares durante quase um ano. Os alunos foram incentivados a adotar medidas para reduzir o consumo de água dentro de casa, como diminuir o tempo no banho, utilizar a água da chuva para a limpeza da casa, além de usar a água moderadamente ao lavar louça e escovar os dentes.

Além de Vitória, outros oito alunos obtiveram bons resultados e ganharam uma bolsa de estudos com desconto integral na mensalidade por seis meses. Entre eles está a aluna Maria Luísa Novaes de Carvalho, de 10 anos, que teve uma redução de 53,57% e ficou em segundo lugar no concurso. A conta de casa caiu de R$200 para R$80.

O aluno Marcos Farias Pimentel, de 16 anos, da escola Sesi Rio Verde, foi o terceiro colocado do concurso com uma redução de 50,70% na conta de água. O valor que chegava quase a R$ 200 reais, agora caiu para R$ 85.

A técnica em enfermagem e mãe de Marcos, Marta Faria Pimentel, de 45 anos, disse que a família nunca desperdiçou água, mas intensificou as medidas sustentáveis após a campanha.


Escrito por: Redação/G1 Goiás