• 64 99927 3817
anuncie

5 de fevereiro de 2020

EM MENOS DE DOIS DIAS, DOIS FILHOTES DE ONÇAS FORAM ENCONTRADOS POR MORADORES DO SETOR MARCONI, EM CATALÃO

Segundo filhote foi encontrado no Setor Marconi na noite da última terça (04), em Catalão. Foto: Jeniffer Carla/Reprodução

Os moradores de Catalão, que encontraram um filhote de onça no domingo (2) à noite, deram a mesma “sorte” na noite de quarta-feira (4). O Corpo de Bombeiros foi chamado novamente e fez a captura de um felino no mesmo local.

Apesar de serem da mesma espécie, o veterinário Diogo Baldin, responsável pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), disse que parece não ser o mesmo filhote da primeira vez.

“Não aparenta ser o mesmo filhote. Precisamos de ter uma evidência maior para ter certeza”, disse.

Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros/Reprodução

Segundo relato dos bombeiros, tudo foi muito similar ao que aconteceu no domingo à noite: a equipe foi chamada por pessoas que ouviram cachorros latindo na porta de casa e, quando foram ver, os animais estavam acuando o felino.

Os cães foram afastados pelos próprios moradores do local. Em seguida, o filhote foi colocado em uma caixa de papelão até a chegada do Corpo de Bombeiros.

Após o resgate, o animal foi deixado aos cuidados do Cetas, que é responsável por avaliar o bichinho e devolve-lo à natureza em segurança.


ONCINHA PARTE 1

O primeiro encontro dos moradores do setor Marcone, em Catalão, com um filhote aconteceu na noite de domingo. Na ocasião, o pedreiro Jhonatha da Silva Pinho comentou que levou um susto, porque, à princípio, achou que tratava-se de um gatinho.

“Nós achamos que era um gato, chamamos os bombeiros, e os bombeiros falaram que era uma onça. Levei um susto muito grande mesmo”, disse.

Com pelinho claro, manchinhas pretas pelo corpo e olhos azuis, o felino foi irresistível para quem o viu e vários moradores fizeram fotos com o animalzinho.

O animalzinho resgatado no domingo à noite foi identificado pelo Cetas como um macho de cerca de quatro meses de vida, saudável, que já foi devolvido à natureza em segurança.

 

Escrito por: Redação/G1 Goiás