• 64 99927 3817
anuncie

29 de janeiro de 2020

EM 3 HORAS, CHOVEU 146 MILÍMETROS EM CATALÃO, O QUE CAUSOU ESTRAGOS E DEIXA A CIDADE EM ESTADO DE ALERTA; PREVISÃO É DE MUITA CHUVA PARA HOJE

Represa do Complexo do Clube do Povo, localizada na região central da cidade, recebeu grande volume de água e transbordou após o rompimento de outras três barragens na região sudeste de Catalão, e desde então, está sendo monitorada pela Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Foto: Redes Sociais/Reprodução

De acordo com dados da Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) repassados para o Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Catalão, em 3 horas choveu 146 milímetros, o esperado para 15 dias, e isso tudo somente na madrugada desta segunda-feira (29), o que causou vários estragos pela cidade de Catalão.

De acordo com as informações repassadas por meio de nota enviada pelo Professor Rafael de Ávila (Lab. Climatologia/UFCAT), os mais bairros que registram um volume maior de água foram o Jardim Catalão (120 mm), Setor Aeroporto (125 mm), Evelina Nour (122 mm), Leblon (122 mm), e o maior volume de chuva, foi registrado no Setor Industrial com 139 milímetros de chuva em apenas 3 horas.

A nota repassada pelo Laboratório de Climatologia da Universidade de Catalão (UFCAT), ainda traz um alerta para todas as regiões de Goiás, informando que as chuvas desta quarta-feira (29), podem vir com maior intensidade e acompanhadas de ventos de intensidade de moderados a fortes.

A fonte das informações acima, é do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), reportadas ao Professor Rafael de Ávila – Laboratório de Climatologia da UFCAT.


CATALÃO VIVE ESTADO DE ALERTA


Depois do temporal que caiu sobre a cidade de Catalão na madrugada desta quarta-feira (29), o Prefeito de Catalão, Adib Elias, determinou que fosse criado um Comitê de Emergência, o qual, liderado pelo Coordenador da Defesa Civil de Catalão e Secretário de Obras, Leonardo Martins, em entrevista coletiva realizada pela manhã, no auditório da Prefeitura, anunciou algumas medidas de prevenção, como a interdição de parte da Avenida Raulina Fonseca Paschol, além do monitoramento da represa do Clube do Povo, que após o rompimento de outras três barragens na região sudeste da cidade, recebeu um grande volume de água e registrou-se algumas infiltrações, situação essa confirmada pelo próprio Corpo de Bombeiros de Catalão. Leia
 as notas abaixo:

NOTA OFICIAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS

O Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás vem informar e orientar a população de Catalão acerca dos acontecimentos da forte chuva desta madruga.

De maneira preventiva orientamos que comércio e escolas situados na avenida Raulina Fonseca Pascoal, fechem as portas. Ressaltamos que essa medida é preventiva. Não existe necessidade de pânico.  Orientamos a população que não trafegue pela avenida Raulina. A Superintendência Municipal de Trânsito de Catalão, interditou preventivamente as ruas de acesso a Raulina e da represa do clube do povo até o posto do Manga. A Defesa Civil pede que as pessoas fiquem em casa, até porque o trânsito em várias ruas será interditado e o fluxo ficará comprometido em muitas localidades.

NOTA DA PREFEITURA – CALAMIDADE PÚBLICA

Após chuva intensa Prefeitura, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros trabalham em diversos pontos de Catalão, interditam áreas e chamam atenção de toda comunidade

Desde a década de 70 não caia sobre Catalão uma chuva tão forte, intensa e na proporção que foi esta madrugada. De acordo com os números divulgados choveu em Catalão, só esta noite, 150 milímetros. O último registro de maior volume a – 130 milímetros de chuva – foi em 1972. Em virtude disso, por todos os lados da cidade é possível perceber os estragos deixados pela reação da natureza. Com a situação, a Prefeitura decretou estado de calamidade pública no município. Um comitê de ações foi criado unindo Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Secretarias de Obras, Infraestrutura e Transporte, Meio Ambiente, Administração, Comunicação e SMTC (Superintendência Municipal de Trânsito). Todos estão numa força tarefa desde a madrugada trabalhando para minimizar os estragos e prevenir mais danos.

Numa coletiva com a imprensa na manhã desta quarta-feira (29), o coordenador da Defesa Civil em Catalão e secretário de Obras do Município, Leonardo Martins, disse que a chuva fez com que três represas rompessem: Paquetá, na propriedade do Sr. Ilton e Sr. Acrísio. E todo o volume de água oriundo delas, deixaram as represas do Condomínio Campo Belo, da “Bica” e do Clube do Povo sobrecarregadas, o que ocasionou os estragos ao longo da Av. Raulina Fonseca Paschoal.

De acordo com a comissão técnica, a represa que está segurando o volume de água oriundo das represas rompidas, é a localizada no condomínio Campo Belo. Portanto, é um dos pontos que causam mais preocupação e está sendo monitorada.

Assim sendo, e após percorrer praticamente tantos outros pontos afim de identificar as áreas mais afetadas, a força tarefa decidiu por bem e pela segurança da população, interditar toda a extensão da Avenida Raulina Fonseca Paschoal (desde o complexo do Clube do Povo até a região nova da duplicação do Córrego Pirapitinga/próximo ao Posto do Manga). Desta forma, a travessia da região norte para a região sul da cidade, ou vice-versa, só poderá ser feita por três trechos específicos: Avenida Ricardo Paranhos, Avenida Margon ou rodovia BR-050. Outra medida emergencial do grupo de ações dessa força tarefa foi o pedido de evacuação de pessoas das residências, comércios e escolas na mesma área, ou seja, o trânsito nas proximidades também de toda extensão da Avenida Raulina está impedido.

Tudo está sendo feito visando a segurança da população. Sem vítimas (feridos nem mortos) a força tarefa deve continuar ao longo do dia e comunicados serão emitidos oficialmente pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura a fim de evitar disseminação de conteúdos infundados, com fundamentos politiqueiros ou fakenews.

SECOM – Prefeitura de Catalão


VEJA ALGUMAS IMAGENS COMPARTILHADAS NAS REDES SOCIAIS DE DIVERSOS CATALANOS, QUE RESGISTRAM OS ESTRAGOS POR TODA A CIDADE

Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução
Foto: Redes Sociais -Whatsapp/Reprodução