• 64 99927 3817
anuncie

28 de janeiro de 2020

SOBE PARA 49 O NÚMERO DE MORTOS EM DECORRÊNCIA DAS CHUVAS EM MINAS GERAIS; AO MENOS 12 SÃO CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Desabamento na Vila Bernadete, no Barreiro, deixou rastros de destruição. Foto: Flávio Tavares/Reprodução

A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou na tarde desta segunda-feira (27) um boletim com o número atualizado das pessoas que foram afetadas diretamente pelas chuvas torrenciais dos últimos dias, principalmente da última sexta-feira (24). Apesar do órgão confirmar 47 óbitos, são, ao todo, 49 no estado – de acordo com dados coletados nas prefeituras municipais.

Na pior chuva de Belo Horizonte da história, a cidade já teve 13 vítimas fatais em decorrência das tempestades. O município é seguido nesse triste número por Betim e Ibirité, ambas na região metropolitana, com 6 e 5 mortes, respectivamente.

Veja a lista completa dos óbitos confirmados entre sexta-feira (24) e segunda-feira (27):

Alto Caparaó: 4

Alto Jequitibá: 3

Belo Horizonte: 13

Betim: 6

Carangola: 1

Contagem: 2

Coronel Fabriciano: 1

Divino: 1

Divinópolis: 1

Ibirité: 5

Luisburgo: 2

Manhuaçu: 1

Olhos D’Água: 1

Pedra Bonita: 3

Santa Margarida: 1

Simonésia: 3

Tocantins: 1


AFETADOS 

Em Minas Gerais, há 14.609 pessoas desalojadas, 3.386 desabrigados, 65 feridos e quatro desaparecidos até esta segunda-feira (27), segundo a Defesa Civil do estado.

AO MENOS 12 CRIANÇAS E ADOLESCENTES MORRERAM POR DA CHUVA EM MINAS GERAIS 

Irmãos Anthony e Richard morreram soterrado. Foto: Facebook-Reprodução/Reprodução

Pelo menos 12 crianças e adolescentes foram vitimadas pela chuva em Minas Gerais nos últimos quatro dias. O número representa cerca de um quarto das 48 mortes que já ocorreram no Estado desde sexta-feira (24).

Em Alto Jequitibá, na Zona da Mata, a menina Isadora Fagundes Salim, que tinha um ano e meio, foi arrastada após uma tromba d’água destruir a sua casa. O irmão dela, Eduardo Fagundes Salim, de 8 anos também morreu.

Na Vila Bernadete, na região do Barreiro, uma criança de quatro anos também perdeu a vida após um desabamento. Já no bairro Jardim Alvorada, na Pampulha, três crianças morreram também após um desabamento. Alisson, Pereira Gonçalves, de 6 anos, Alam Pereira Gonçalves de 8 anos e Adam Pereira Gonçalves de 10 anos morreram junto com a mãe deles.

Em Betim, na região metropolitana morreram soterradas Bruna Natália de Oliveira, de 17 anos e Gabriela de Almeida Borges, de 1 ano e 5 meses.

Na Vila Ideal, em Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte, morreram os irmãos Anthony, de seis meses, e Richard, de 6 anos. Em Contagem uma criança também morreu por causa da chuva.

Já em Simonésia uma adolescente de 15 anos morreu em um desabamento e em Olhos D’Água, no Norte de Minas Gerais, uma criança de 2 anos foi atingida por uma parede e faleceu.

 

Escrito por: Redação/Fonte: O Tempo