• 64 99927 3817
anuncie

25 de janeiro de 2020

CHUVA EM MG: MINAS TEM, PELO MENOS, 19 MORTOS E DEZ DESAPARECIDOS

Foram registradas mortes em Belo Horizonte e em várias cidades do interior; bombeiros fazem buscas por desaparecidos. Imagem do fotógrafo Ronaldo Silveira, mostra os trabalhos de resgate no bairro Duque de Caxias, em Betim. Foto: Reprodução

Minas Gerais tem, pelo menos, 19 mortos e dez desaparecidos após a chuva que atingiu o Estado entre esta sexta-feira (24) e este sábado (25). Foram registradas mortes em Belo Horizonte e em várias cidades do interior. Bombeiros fazem buscas por desaparecidos. 

Veja onde foram as mortes 

 Ibirité: 3

Betim: 6

Barreiro: 2

Matipó: 1

Pedra Bonita: 1

Manhuaçu: 1

Alto Jequitibás: 3

Contagem: 2


Saiba mais sobre as mortes:


Ibirité 

Em Ibirité, uma mãe de 25 anos e seus filhos de 6 meses e de 6 anos morreram soterrados após o desabamento da casa da família na Vila Idealnesta sexta. Uma pessoa ainda está desaparecida. 


Betim 

Já em Betim quatro corpos foram encontrados neste sábado pela manhã após um soterramento no bairro Duque de Caxias. 

Também em Betim duas pessoas morreram sob os escombros de um barranco que cedeu sobre casas no bairro Jardim Teresópolis. 


Vila Bernadete 

Outras sete pessoas foram soterradas em um desmoronamento na Vila Bernadete, na região do Barreiro, em Belo Horizonte. Pelo menos cinco casas foram soterradas pelo desabamento de um barranco no local. Duas pessoas foram dadas como mortas e outras cinco estão desaparecidas. O desmoronamento aconteceu por volta das 22h, quando chovia forte na capital.


Engenho Nogueira 

Bombeiros trabalham na manhã deste sábado para resgatar três crianças e dois adultos soterrados no bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha, em Belo Horizonte.

Uma casa desabou sobre as vítimas. Os militares estão utilizando jatos d’água para tentar resgatar as vítimas.


Conselheiro Lafaiete 

Em Conselheiro Lafaiete, na região Central do Estado, um homem, ainda não identificado, desapareceu depois de ser levado pela correnteza durante a forte que atingiu a cidade, na última sexta-feira (24). O volume de chuva chegou a 122 mm.

Manhuaçu

Em Manhuaçu, na Zona da Mata, uma pessoa morreu, mas ainda não há detalhes dessa vítima.


Pedra Bonita 

Uma mulher morreu soterrada após as fortes chuvas que atingiram a cidade de Pedra Bonita, na Zona da Mata de Minas Gerais, nesta sexta-feira (24).

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), Marlene Aparecida Ferreira do Carmo, de 34 anos, foi soterrada após o desmoronamento de um barranco no  Córrego do Café, zona rural da cidade.

Ainda segundo o BO, ela estava caminhando com o marido quando ocorreu um desmoronamento de terra e os dois foram soterrados. O homem conseguiu sair com a ajuda de um amigo, mas a mulher não resistiu e morreu no local.


Matipó

Uma mulher morreu durante o soterramento de uma casa no distrito de Padre Fialho, em Matipó, na Zona da Mata de Minas Gerais. A casa em que ela estava ficou sob escombros. Ocupavam o local ainda seus pais, avô e cunhada, mas eles conseguiram se salvar, segundo o coordenador da Defesa Civil da cidade, Eduardo Moreira.

A vítima foi retirada e levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Uma outra casa também desabou, mas estava vazia.


Alto Jequitibá 

Duas crianças e uma idosa morreram após as fortes chuvas que atingiram a cidade de Alto Jequitibá, na Zona da Mata de Minas Gerais, nesta sexta-feira (24). Os meninos que morreram eram irmãos e tinham 1 ano e meio, uma menina, e seis anos de idade, um menino. Os corpos deles foram encontrados na manhã deste sábado (25).

 

Escrito por: Redação/O Tempo