• 64 99927 3817
anuncie

14 de janeiro de 2020

CORPO DE BOMBEIROS INTERDITA PARTE DE ESTRUTURA DO CLUBE RECREIO COLONIAL; POLÍCIA CIVIL ENTRA NO CASO PARA APURAR QUEDA DE CRIANÇA DE 5 ANOS DE TOBOÁGUA

Interdição parcial ocorreu na parte da manhã desta terça-feira (14), após nova vistoria do Corpo de Bombeiros. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

A TV Anhanguera de Catalão, por meio do JA 1ª Edição, informou nesta manhã, que parte da estrutura do Clube Recreio Colonial foi interditada após uma nova vistoria do Corpo de Bombeiros. No local, uma menina caiu de um toboágua com altura estimada de 5 metros, sofrendo um traumatismo craniano. 

De acordo com o repórter Jonathan Moreira, foram interditados um toboágua, dois escorregadores, uma passarela e até as escadas que dão acesso as piscinas.

O porta voz do Corpo de Bombeiros, Capitão Aurélio Martins, explicou os motivos das interdições no clube.

“O Corpo de Bombeiros na presente data resolveu e entendeu por bem, na parte da manhã, realizar uma nova vistoria no clube, para verificar as condições de segurança. Verificamos in loco, que poderia haver novos acidentes no local, e pensando nisso, foi feito uma intervenção preventiva, ou seja, nós fizemos a intervenção para que os brinquedos não sejam utilizados, até que documentos complementares sejam apresentados, os quais atestem a segurança dos brinquedos. Então foram interditados o toboágua, escorregadores e escadas de acessos”, disso o Capitão Martins e porta voz dos Bombeiros em Catalão.

De acordo com o Capitão Martins, até a presente data, ainda não se têm uma irregularidade presente, o que se têm é um intervenção preventiva, para que sejam feitos novos estudos mais aprofundados, e seja solicitado documentação complementares, o que pode ser feito pelo Corpo de Bombeiros, para saber se o local existe ou não segurança, se existem falhas, se o que causou o acidente foi uma falha de supervisão, explicando ele que muita coisa deve ser investigadas para que chegue a uma conclusão.

Ela não caiu do brinquedo em si, ela não estava dentro do brinquedo quando ela sofreu o acidente, ela sofreu o acidente ao tentar chegar ao brinquedo, ou seja, na escada que dá acesso. Ele (toboágua) é monitorado através de uma portaria que têm, e que é proibido criança com menos de 12 anos entrarem dentro dessa área, sem o acompanhamento dos responsáveis, ou seja, maiores de idade. Vamos verificar nos vídeos, para sabermos se ela entrou sem o acompanhamento de alguém, ou se ela já estava dentro ambiente que estava acompanhando ela, para verificarmos o que ocorreu de fato”, disse o presidente do Clube Recreio Colonial, Rafael Abrão.

“O clube é o maior interessado em esclarecer tudo, inclusive a gente procurou a família, o pai da criança, mais o avô que é o Zaga do Foto, e oferecemos para eles ajuda que for necessária, para estarmos preservando o que é mais importante, que é a saúde da menina”, disse o responsável pelo Clube, Rafael Abrão, durante entrevista para a equipe de TV.


POLÍCIA CIVIL ENTRA NO CASO PARA INVESTIGAR AS CAUSAS DO ACIDENTE COM CRIANÇA DE 5 ANOS DE IDADE

Polícia Civil de Catalão fez diligências no Clube Recreio Colonial, onde uma criança de 5 anos de idade caiu de um toboágua de cerca de 5 metros de altura. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

Outra informação dada pela TV Anhanguera de Catalão, foi de que a Polícia Civil entrou no caso, e deu início às investigações.

De acordo com a reportagem, equipes da Polícia Civil de Catalão já estiveram no clube para realização de perícias, atrás de imagens de câmeras de monitoramento, tudo que possa ajudar a evidenciar as possíveis causas do acidente que ocorreu com uma menina de 5 anos, que sofreu traumatismo craniano após uma queda de um toboágua de cerca de 5 metros de altura, fato este ocorrido na tarde do último sábado (11).

A pequena L.B.T, 5 anos de idade, ainda segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgência de Goiânia Governador Otávio Lage Siqueira (HUGOL), e seu estado de saúde ainda inspira cuidados.

 

Escrito por: Badiinho Filho/Com informações do Corpo de Bombeiros