• 64 99927 3817
anuncie

24 de dezembro de 2019

VIOLÊNCIA NAS ESTRADAS: VÉSPERA DE NATAL COMEÇA COM MORTES E FERIDOS NAS RODOVIAS FEDERAIS DE GOIÁS

Foto: Divulgação PRF/Reprodução

A véspera de Natal começou de um jeito não muito animador nas BRs que cortam o estado de Goiás. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas últimas 24 horas ocorreram 11 acidentes com 14 feridos e três mortos nas rodovias goianas.

Ainda conforme informações da PRF, foram aplicadas 389 notificações de multas por infrações diversas onde 22 motoristas foram autuados por não usarem o cinto de segurança e três condutores foram reprovados no teste de alcoolemia.

No ano passado, considerando o período da sexta feira que antecede o natal (21/12) até o dia 1º de janeiro de 2019, a PRF registrou 84 acidentes que resultaram no ferimento de 95 pessoas e causaram 10 mortes nas rodovias federais em Goiás. Os policiais rodoviários federais flagraram mais de sete mil infrações de trânsito nesses 12 dias, sendo que 151 motoristas estavam dirigindo sob efeito de álcool, 483 ultrapassaram em locais indevidos, 67 transportavam crianças fora da cadeirinha, 525 não utilizavam cinto de segurança.

Oitenta e nove pessoas foram detidas nas Brs goianas por cometerem algum tipo de crime no último fim de ano.


RADARES MÓVEIS NAS RODOVIAS VOLTAM A FUNCIONAR NA VÉSPERA DE NATAL

A Polícia Rodoviária Federal, assessorada pela Advocacia-Geral da União (AGU), informou na última segunda-feira (23/12) que adotou todas as providências necessárias para o cumprimento da decisão judicial proferida pelo Exmo. Juiz Federal Substituto da 1ª Vara – SJ/DF, Marcelo Gentil Monteiro, restabelecendo a fiscalização de velocidade por meio de radares no prazo estipulado.

Assim, a corporação informou que, a partir do mesmo dia, segunda-feira, todas as Superintendências da PRF possuem equipamentos disponíveis e estão orientadas a incluir a fiscalização de velocidade em seu planejamento operacional.

Estudos técnicos apontaram 500 trechos de 10 quilômetros de extensão cada, com maior criticidade de acidentes de trânsito, classificados independentemente de sua causa, passíveis de serem fiscalizados com o uso de radares.

A PRF poderá, portanto, desenvolver a fiscalização de radares nestes 5 mil quilômetros de rodovias federais, cuja consulta encontra-se disponível através do link: https://portal.prf.gov.br/policiamento-e-fiscalizacao/fiscalizacao-velocidade.

Por fim, a PRF salientou que a fiscalização de velocidade realizada pela PRF é pautada pela estreita observância dos requisitos legais estabelecidos para sua execução, tendo por base os princípios da transparência e ostensividade, primando sempre pela promoção da segurança viária e a consequente preservação da vida. 

 

Escrito por: Redação/Dia Online