• 64 99927 3817
anuncie

2 de novembro de 2019

EM CATALÃO, MULHER COLOCA CELULAR EM LÂMPADA PARA TENTAR ENTREGAR A DETENTO

Foto: Divulgação DGAP/Reprodução

Uma mulher, de 22 anos, foi flagrada nesta sexta-feira (1/11) com um celular escondido em uma lâmpada para tentar entregar a um detento, em Catalão.

De acordo com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), os agentes receberam uma denúncia anônima e intensificaram os procedimentos de revista.

Quando a mulher chegou na unidade, os objetos foram passados pelo aparelho de raio x e os agentes conseguiram identificar o aparelho celular.

O objeto estava junto de outros itens que seriam entregues para o cunhado da mulher, que cumpre pena por tráfico de drogas. Ela foi proibida de entrar no presídio, por tempo indeterminado.

Diante dos fatos, a mulher foi conduzida para a delegacia para as providências necessárias. A Unidade Prisional abriu procedimento interno para apurar os fatos e aplicar as devidas sanções disciplinares.

ALÉM DA MULHER QUE COLOCOU CELULAR EM LÂMPADA PARA TENTAR ENTREGAR A DETENTO, EM CATALÃO, OUTRA MULHER ESCONDEU DROGAS EM ROSQUINHAS, EM CRIXÁS

A Polícia Civil prendeu uma mulher que tentava entrar no presídio com rosquinha recheada de crack, em Crixás. A prisão aconteceu no dia 8 de outubro deste ano, com o apoio de agentes da unidade prisional de Crixás.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher foi presa após enviar cigarros de maconha e rosquinhas de coco recheadas de pedras de crack para o companheiro, que está preso na unidade prisional de Crixás.

O material foi descoberto durante revista de rotina. Os cigarros eram industrializados, porém preenchidos com maconha. Já os biscoitos, eram quebrados e tinham uma pedra de crack inserida na massa. Após colocar a droga, a rosquinha era colada novamente com uma liga feita com a própria massa do produto.

Segundo o delegado Nelinho Almeida, o produto foi deixado no presídio por uma mototaxista, que foi contratada pela mulher do preso. Ela teria conhecido o companheiro na prisão quando ia fazer visitas ao irmão, que também está preso na unidade.

Após descobrir da contratação da mototaxista, os policiais começaram as diligências em busca da mulher. Quando foi abordada, a mulher confirmou que havia mandado o cigarro e a rosquinha recheada de crack para o companheiro.

Escrito por: Redação/Dia Online