• 64 99927 3817
anuncie

27 de setembro de 2019

IDOSO DE 78 ANOS MORRE AO SER ATACADO POR ENXAME DE ABELHAS, EM FAZENDA DE TRÊS RANCHOS

Alair Mariano da Silva, de 78 anos, residia na cidade, mas tinha uma fazenda em Três Ranchos, no Sul do estado, onde tudo aconteceu. Ele foi picado por quase mil abelhas. Foto: Reprodução

Um idoso de 78 anos morreu na noite desta quinta-feira (26/9), na Santa Casa de Misericórdia de Catalão, na região sudeste de Goiás, depois de ser atacado por um enxame de abelhas. De acordo informações dos familiares, ele residia na cidade, mas tinha uma fazenda em Três Ranchos, no Sul do estado, onde tudo aconteceu.

Alair Mariano da Silva estava cuidando do gado quando foi picado por quase mil abelhas. Ao ser atacado, ele gritou por socorro e foi ouvido por vizinhos, que o ajudaram. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o idoso encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia de Catalão, a 30 minutos do local do incidente.

O fazendeiro deu entrada na unidade de saúde com parada cardiorrespiratória e outras complicações de saúde. Mesmo após atendimento médico, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda não se sabe o que provocou o ataque do enxame de abelhas.

Idoso tinha uma caixa de abelhas, mas não se sabe o que fez com que elas o atacassem — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Acidente com enxame de abelhas

Segundo dados do Ministério da Saúde, de 2000 a 2018, foram registrados 2.365 casos de acidentes com enxame de abelhas em Goiás; óbitos foram registrados 11. No país, o total foi de 159.554. Somente no passado, a cada 30 minutos, uma pessoa sofreu algum acidente com abelhas no país.

A pasta explica que acidente por abelha é o quadro de envenenamento decorrente da inoculação de toxinas por meio do ferrão, o aparelho inoculador. No caso de poucas picadas, o quadro clínico pode variar de uma inflamação local até uma forte reação alérgica – choque anafilático. Já no caso de múltiplas picadas pode ocorrer também uma manifestação tóxica mais grave, que pode levar à morte.

O Ministério da Saúde alerta que sons de motores de aparelhos de jardinagem, por exemplo, exercem extrema irritação em abelhas. O mesmo ocorre com som de motores de popa. “No campo, o trabalhador deve ficar atento para a presença de abelhas, principalmente no momento de arar a terra com tratores”, diz texto explicativo.

Em caso de acidente com enxame de abelhas, o MS orienta:

Levar o acidentado rapidamente ao hospital, junto com alguns dos insetos que provocaram o acidente; a remoção dos ferrões pode ser feita por raspagem com lâminas, e não com pinças, pois esse procedimento resulta na inoculação do veneno ainda existente no ferrão.

 

Escrito por: Redação/Dia Online