• 64 99927 3817
anuncie

29 de julho de 2019

PAIS DE BEBÊS TROCADOS EM HOSPITAL PÚBLICO DE TRINDADE VÃO MORAR JUNTOS ATÉ RESULTADO DE NOVO DNA

Foto: Reprodução


Os pais que tiveram os bebês trocados no Hospital de Urgências de Trindade (HUTRIN) decidiram morar juntos até que saia o resultado de um novo exame de DNA, coletado nesta segunda-feira (29/7). Os meninos nasceram no dia 9 de julho, com poucos minutos de diferença e suspeita-se que as pulseiras de identificação tenham se soltado e sido trocadas após o banho.

A suspeita veio 18 dias depois da alta médica, quando um dos casais desconfiou que o bebê que estava com eles havia sido trocado, pois não apresentava características físicas semelhantes a nenhum deles. O casal é de pele escura e o recém-nascido é branco e de olhos azuis.

O casal procurou a unidade de saúde e foram orientados a fazer o exame de comprovação da paternidade e maternidade. O resultado no exame de DNA foi liberado na última sexta-feira (26/7), quando a suspeita da família foi confirmada. O recém-nascido criado por eles a mais de 15 dias era filho de outro casal.


Pulseiras de bebês trocados no Hutrin podem ter se soltado após o banho

O caso é investigado pelo delegado André Fernandes. De acordo come ele, são apurados possíveis erros que podem ter resultado na troca de recém-nascidos no Hutrin, e uma das hipóteses é de que as pulseiras de identificação dos bebês tenham se soltado após o banho.

Ainda conforme o investigador, também são solicitadas uma série de informações à unidade de saúde sobre o que pode ter contribuído para a troca dos meninos e assim responsabilizar os envolvidos. Os pais dos bebês trocados foram ouvidos no último sábado (26/7), na Delegacia de Trindade.

O que diz o Hutrin

Por meio de nota, o Hutrin confirmou a troca dos bebês e informou que instaurou uma comissão sindicante para apurar o caso. Os funcionários que estavam de serviço no berçário nos dias dos nascimentos e alta de mães e crianças já foram afastados. Leia abaixo o posicionamento na íntegra:

NOTA OFICIAL

O Hospital Estadual de Urgências de Trindade Walda Ferreira dos Santos (HUTRIN) esclarece de forma preliminar o seguinte:

– A direção do hospital tão logo foi notificada da suspeita de troca de bebês instaurou uma comissão sindicante para apurar o caso e afastou as pessoas que estavam de serviço no berçário nos dias dos nascimentos e alta de mães e crianças;- Instaurou um processo ético-disciplinar para apurar responsabilidades no ocorrido;

– Manteve contato com a mãe e com o pai do bebê afim de elucidar o fato em todas as suas possibilidades;- Notificou a mãe e o pai sobre a realização de exames de DNA para comprovar a paternidade e maternidade sobre a criança e estabeleceu como parâmetro a realização de outros exames visando contraprova do fato;

– Está realizando um completo levantamento de todos os nascimentos na data para eliminar todas as dúvidas;- Está selecionando todas as imagens de circuito interno de TV para instruir a investigação e documentar as saídas de pais, acompanhantes e crianças nascidas nesse período;

– O Instituto CEM, Organização Social gestora do HUTRIN e a direção do hospital estão acompanhando com integral cuidado e respeito aos princípios éticos e de responsabilidade para com a saúde humanizada e tratamento aos pacientes atendidos na unidade.