• 64 99927 3817
anuncie

23 de julho de 2019

QUEM MATOU ORIPÃO? LIVRO QUE NARRA A TRAJETÓRIA E A MORTE TRÁGICA DE EURÍPEDES PEREIRA, MAIOR LIDERANÇA POLÍTICA DA NOSSA REGIÃO SERÁ LANÇADO NO DIA 02 DE AGOSTO

Eurípedes Pereira foi deputado estadual, prefeito de Três Ranchos e ganhou as eleições em Catalão no ano 1996. No dia 02 de agosto de 1998, foi assassinado a tiros, e seu corpo foi encontrado dentro de seu carro na garagem de sua casa, no Setor Vila Margon. Foto: Reprodução

O professor, jornalista e blogueiro Mamede Leão, lançará o livro “QUEM MATOU ORIPÃO, DIAMANTES, POLÍTICA, FESTAS E… MORTE!. O evento será no próximo dia 02 de agosto, no Plenário da Câmara Municipal de Catalão, às 19 horas.

Na terra onde coisas escabrosas acontecem e não se têm punição, em Catalão, na noite do dia 02 de agosto de 1998, foi assassinado a tiros, um dos homens mais queridos de nossa região, o prefeito Eurípedes Pereira, crime que comoveu toda a nossa população, por tamanha covardia e brutalidade, forma que os seus executores agiram.

A comoção se misturou com uma grande revolta popular, pois 21 anos se passaram e, até hoje, não se sabe quem mandou matar Oripão. Se não sabemos quem mandou matar, nunca saberemos quais foram os motivos que levou ou levaram a pessoa, ou as pessoas, a encomendarem a sua morte!

 

Veja o último post do professor Mamede em seu blog, que narra de como será o seu livro, que promete reabrir a discussão sobre a morte do Oripão. 

Capa do livro que será lançado no próximo dia 02 de agosto, no Plenário da Câmara Municipal de Catalão. Foto: Mamede Leão/Reprodução

… “Assim, comecei a rascunhar esse livro, tentando buscar as razões que poderiam causar um assassinato tão cruel e o que poderia estar atrás desse interesse em tirar a vida de um homem público, carismático, fanfarrão, humano, festeiro, ostentador e que tinha por hábito ajudar seus semelhantes. São inúmeras as obras assistenciais dele, milhares de pessoas foram ajudadas, na área da saúde, centenas de pessoas narram histórias em que ele enfiava a mão no bolso e distribuía o dinheiro para comprar remédios ou para a locomoção de pessoas rumo a Goiânia para o tratamento de saúde.

Mas, de repente, vários tiros e está lá um corpo estendido dentro de um Ômega vinho ano 1997, placa KEP 1997, alvejado em várias partes do corpo, seu pênis, por exemplo, recebeu uma bala certeira, o que também ocorreu no calcanhar, no joelho, na mão. Ressalto que algumas de suas peças de roupa não estavam sujas de sangue, não havia coerência entre seus trajes e seu estado físico, a forma do corpo cravejado de balas e o local onde este foi encontrado.”

Houve montagem da cena do crime?

Alguém esteve por lá antes dos peritos?

De fato, mataram o homem e os assassinos tentaram despistar as investigações?

Ele foi assassinado na garagem em sua residência em Catalão ou em Três Ranchos?

Ou, ainda, no caminho e de lá levado para sua residência?

Várias perguntas, poucas respostas!

Livro foi escrito pelo Historiador, Jornalista e Blogueiro, Enival Mamede Leão. Foto: Reprodução

 

Escrito por: Badiinho Filho