• 64 99927 3817
anuncie

12 de julho de 2019

DADOS DA PM APRESTAM REDUÇÃO DE QUASE 65% NOS CRIMES COMETIDOS EM CATALÃO E NA REGIÃO

Comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Catalão, Tenente Coronel André Luiz de Carvalho. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

A Polícia Militar de Catalão, revelou nesta semana, dados que apontam que os índices de violência estão diminuindo. Segundo reportagem da TV Anhanguera, comparando junho de 2018 com o mesmo prazo de tempo em 2019, notou-se uma redução de quase 65% nos crimes cometidos na nossa região, esse resultado colocou o 18º Batalhão de Polícia Militar no primeiro lugar na tabela que classifica os municípios conseguiriam o índice de criminalidade no Estado de Goiás.

O Comandante do Batalhão da PM de Catalão, Tenente Coronel André Luiz de Carvalho, disse que esse mérito deve ser divido com todos os órgãos de Segurança Pública do Estado de Goiás, e com Poder Judiciário. 

“Nós temos que dividir esse mérito, não só com as forças de Segurança Estadual, como Polícia Civil, o próprio Corpo de Bombeiros, Polícia Técnico Científica, Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o Comando de Operações de Divisas (COD) que têm nos apoiado diuturnamente, como também os operadores do direito, que têm recebido os processos e feito o possível que a legislação permite, para que as pessoas presas pela Polícia Militar, pela Polícia Civil, ou seja, pelos órgãos de segurança continuem presas. Esse trabalho integrado, trouxe com certeza, esse resultado que podemos falar que foi fantástico”, disse o Comandante do 18º BPM de Catalão, Tenente Coronel André Luiz de Carvalho.

Crimes mais comuns que ocorriam na cidade, como furto e roubo foram amenizados. Outro fator que ganha destaque, é combate ao tráfico de drogas.

“Sabemos que esse crime, o tráfico de drogas, fomenta outros delitos. Fomenta o furto, roubo, o homicídio, e dentre outros fatores”, destacou o Tenente Coronel Carvalho.

Comparativo do mês de Junho do ano passado/ mês de junho deste ano. Foto: Divulgação da PM/Reprodução
Comparativo de janeiro a junho do ano passado/ janeiro a junho deste ano. Foto: Divulgação da PM/Reprodução


ASSISTA A REPORTAGEM ABAIXO:  


Escrito por: Badiinho Filho