• 64 99927 3817
anuncie

17 de maio de 2019

GOVERNO DE GOIÁS ANUNCIA DATA PARA PAGAR 3ª PARCELA DO SALÁRIO DE DEZEMBRO

Foto: Reprodução

O Governo de Goiás, através da Secretaria da Economia, anunciou ontem (16/5) a possível data da liberação de mais uma parcela do pagamento escalonado do salário de dezembro de 2018 aos servidores estaduais. De acordo com a pasta, a terceira parcela será paga no final do mês de maio.

Ainda conforme a Secretaria, a intenção é quitar os vencimentos de ativos, inativos e pensionistas que recebem valor líquido de até R$ 5.660,00 de todas as Secretarias e órgãos.

A liberação do pagamento, prevista para o final deste mês, atingirá 21.511 servidores, de acordo com o próprio governo.

 

Veja abaixo o comunicado do Governo de Goiás sobre o pagamento de mais uma parcela do salário de dezembro

“A terceira parcela do pagamento escalonado do salário de dezembro de 2018 está prevista para ser liberada pelo governo estadual no final do mês de maio, assim como ocorreram nos pagamentos das outras duas parcelas anteriores.

A intenção é quitar os vencimentos de ativos, inativos e pensionistas que recebem valor líquido de até R$ 5.660,00 de todas as Secretarias e órgãos.

Porém, para membros da Educação, a faixa salarial dos ativos será de até R$ 5.800,00, e para os inativos, de R$ 4.392,00; e para a Segurança Pública, tanto ativos como inativos, no valor de até R$ 8.500,00. Estes valores são líquidos.

Estão incluídos na Segurança Pública o Corpo de Bombeiros, Casa Militar, Secretaria da Segurança Pública, Polícias Civil e Militar, Superintendência Geral de Administração Penitenciária e os servidores de estabelecimentos sócios-educativos.

Com a liberação dessa parcela, que atinge 21.511 servidores, o governo estadual vai quitar o vencimento de dezembro de 81,89% dos servidores do Executivo.

Vale ressaltar que em todos os servidores dos demais Poderes já receberam o salário de dezembro em janeiro, assim como o Ministério Público, a Defensoria Pública e os servidores das Secretarias de Saúde e do Trabalho.”

 

Escrito por: Redação/Dia Online