• 64 99927 3817
anuncie

29 de abril de 2019

DUAS PESSOAS MORREM DE DENGUE HEMORRÁGICA EM CATALÃO; VIÚVA DE IDOSO CONCEDE ENTREVISTA PARA EQUIPE DE TV

O operador de caldeira de uma mineradora de Catalão, Adolfo Aparecido Ferreira, 64 anos de idade, e a atendente de um loja de roupas, Paula Cristina Ferreira, 36 anos de idade, morreram em hospitais da cidade na última sexta-feira (26), vítimas de dengue hemorrágica. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

A viúva do idoso que morreu de dengue hemorrágica na manhã da última sexta-feira (26), Adolfo Aparecido Ferreira da Silva, 64 anos, morador do bairro Vila Cruzeiro II, concedeu uma entrevista para a equipe da TV Anhanguera de Catalão, onde ela fez um desabafo para que providências sejam tomadas com relação aos casos de dengue na cidade. No mesmo dia da morte do Senhor Adolfo, também foi confirmado a morte da atendente de uma loja de roupas em Catalão, Paula Cristina da Silva, 36 anos de idade, moradora do setor Vila Chaud, que também morreu de dengue hemorrágica na cidade.

“Ele começou a passar mal no serviço, veio embora, e aguentou cerca de 30 horas. Eles travou as pernas, os braços, reclamava de dores no corpo inteiro, teve febre, e ele sofreu muita dor”, disse Dona Marilza em entrevista ao repórter Alaor Rodovalho.

Dona Marilza Pereira, disse que levou o Senhor Aparecido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas no exame feito, não acusou que ele estava com dengue, posteriormente os familiares levaram o Senhor Adolfo para a Santa Casa, onde em novo exame feito acusou que ele estava com dengue, mas já era tarde, pois necessitava de cuidados de especiais, sendo necessária sua transferência para outra unidade hospitalar, mas não deu tempo, pois o estado de saúde agravou e ele veio a óbito.

“Pedimos ajuda para esse povo dê um, pois a dengue tomou conta de Catalão, todo lado que a gente olha é um bueiro cheio de mosquito, porqueira, e parece que ninguém está vendo”, desabafou inconformada Dona Marilza Pereira Nunes, que sente a perda do marido. Assista a reportagem: 


CORREÇÃO

Na primeira matéria postada no último sábado (27), informamos que o Senhor Adolfo Aparecido Ferreira da Silva tinha 74 anos, quando na verdade ele tinha 64 anos de idade, por isso pedimos desculpas e deixamos nossa correção registrada.

Escrito por: Badiinho Filho/Fonte: TV Anhanguera Catalão