• 64 99927 3817
anuncie

18 de abril de 2019

LIMINAR QUE LIBERTOU ACUSADOS DE PARTICIPAÇÃO NA MORTE DOS IDOSOS NA COMUNIDADE DA CUSTÓDIA FOI CONCEDIDA PELO MINISTRO DO STF, MARCO AURÉLIO MELLO

Os acusados foram presos em maio do ano passado em trabalho conjunto da Polícia Civil e Militar. Foto: Reprodução

Ontem, quarta-feira (17/04), por meio de uma liminar concedida pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, os dois acusados de participação no triplo homicídio dos idosos na Comunidade da Custódia, ocorrido em janeiro do ano passado, foram libertados e saíram pela porta da frente do presídio de Catalão.

Segundo reportagem da TV Anhanguera de Catalão, o Juiz Criminal da Comarca de Catalão, André Luiz Novaes Miguel,  disse para a equipe de TV que vinha ouvindo testemunhas e preparando o julgamento, mas a defesa teria feito várias manobras, justamente para atrasar o processo, explicando o Juiz que marcava depoimentos de testemunhas de defesa, mas elas não apareciam, sendo necessário prorrogar ainda mais o prazo, reafirmando o Magistrado que tudo se tratava de manobras para ganhar tempo e assim conseguir a soltura dos acusados. 

Os dois acusados foram presos em maio de 2018, quatro meses depois do crime, depois de um árduo da trabalho investigativo das polícias Civil Militar, que descobriram o envolvimento de quatro pessoas, das quais duas ainda seguem foragidos.

Vítimas: Geraldo Pires de Moura, 85 anos, e suas duas filhas, Maria Marques de Moura, 59 anos e Benedita Marques de Moura, 61 anos. (Fotos: Reprodução/Arquivo pessoal).

A morte dos três idosos (pai e duas filhas) comoveu toda a cidade de Catalão e Estado de Goiás e teve repercussão na mídia nacional. Assista a matéria completa: 

 

Escrito por: Badiinho Filho/Com informações da TV Anhanguera