• 64 99927 3817
anuncie

8 de março de 2019

"QUEM MATOU O ORIPÃO? POLÍTICA, DIAMANTES E FARRAS”! ESSE É O TÍTULO DO LIVRO DA TRAJETÓRIA E MORTE DE EURÍPEDES PEREIRA, O ORIPÃO DE TRÊS RANCHOS; ASSISTA A ENTREVISTA COM O AUTOR, PROFESSOR MAMEDE LEÃO

“Quem Matou o Oripão? Política, Diamantes e Farras”! Esse é o título que levará o livro com mais de 200 páginas, escrito pelo Historiador, Jornalista e Diretor da Universidade Estado de Goiás (UEG) em Pires do Rio, Enival Mamede Leão. O livro narra com requintes de detalhes, a trajetória política e assassinato do ex-prefeito de Catalão, Eurípedes Pereira Ferreira, ou melhor, o Oripão de Três Ranchos.

Eurípedes Pereira foi deputado estadual, prefeito de Três Ranchos e ganhou as eleições em Catalão no ano 1996 do até então tido como mito e imbatível, Haley Margon Vaz (PMDB). Foto: Reprodução

Depois de colocar Três Ranchos no mapa do turismo, cidade que Oripão sempre gostava de chamar de Agra do Cerrado, devido a dimensão e as belezas do lago azul, em um curto espaço tempo, Oripão viveu uma ascensão política avassaladora, sendo deputado estadual, prefeito de Três Ranchos e prefeito de Catalão, e tudo isso em apenas 10 anos. 

Mais no dia 03 de agosto de 1998, com apenas 1 ano e 8 meses a frente da Prefeitura de Catalão, Eurípides Pereira Ferreira, o Oripão, teve sua carreira política interrompida de forma cruel e covarde, é que neste dia, ele foi assassinado com vários tiros.

O corpo de Oripão foi encontrado dentro de seu carro, na garagem de sua casa, no Setor Vila Margon, com inúmeras perfurações provocadas por arma de fogo. Vinte anos se passaram e o verdadeiro mandante da morte de Oripão nunca foi descoberto, mesmo com toda a estrutura da Segurança Pública do Estado de Goiás disponibilizada para o caso a época, segundo o autor do livro, foram muitas as falhas no inquérito investigativo. 

Para escrever o livro, Mamede Leão teve que se desdobrar nas mais de 2.700 páginas do inquérito policial, entrevistar cerca de 20 pessoas, entre familiares e pessoas próximas a Oripao, além fazer inúmeras pesquisas.

O livro começou a ser escrito a cerca de seis meses e já está em fase fina. O lançamento está previsto para acontecer no início do mês de maio. 

Um dos pontos que mais chama a atenção na entrevista com o autor do livro, é no momento em que ele diz acreditar que a cena do crime possa ter sido montada. Em outro trecho, o escritor diz que os assassinos eram matadores profissionais. Para saber mais, assistam os vídeos abaixo:  

Parte 1 


Parte 2

 

Escrito por: Badiinho Filho