• 64 99927 3817
anuncie

31 de janeiro de 2019

SITUAÇÃO IDÊNTICA A DE BRUMADINHO: BARRAGEM DE REJEITOS DA NIOBRÁS EM OUVIDOR, TAMBÉM É ACIMA DA ÁREA ADMINISTRATIVA, PARTE DA USINA E DO RESTAURANTE DA MINERADORA

Que tal responder uma pesquisa rapidinho? Clique aqui sua opinião é muito importante!

Reportagem da TV Anhanguera de Catalão, emissora afiliada da Rede Globo, mostrou que a barragem de rejeitos da empresa mineradora Niobras, em Ouvidor, fica acima da área administrativa, parte da usina e dos refeitórios, informações reforçadas pelo Sindicato Metabase, que representa os trabalhadores do setor mineral na região.

Presidente do Sindicato Metabase, Diego Hilário, falou da preocupação sobre esse fato, revelando que já teve conversas com a direção da empresa, com o intuito de transferir tais departamentos para outras áreas que não possa oferecer riscos aos trabalhadores.

Diego Hilário, presidente do Sindicato Metabase, que representa os trabalhadores em mineração em Catalão e região. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

“Ali acontece a mesma coisa (Brumadinho), a barragem fica no nível acima dos refeitórios, da parte administrativa, enfim, de toda a usina ali. Nós temos solicitados a empresa como sempre, a apresentação dos laudos, que segundo esses laudos que nos são repassados, eles atestam uma estabilidade da barragem, afirmando que está tudo ok, mas como vimos em Brumadinho, os laudos também estavam ok. Nossa preocupação é essa, temos feito contatos diretos com a empresa, solicitando um projeto, e sabemos que não é do dia para a noite, mas que acontece esse projeto para serem transferidos os restaurantes, a parte administrativa, e estamos nessa luta, até porque nessa parte de fiscalização das barragens, nosso Sindicato não está respaldado legalmente para fazer, mas estamos defendendo os trabalhadores, solicitando esses laudos e, relatando essa nossa preocupação, principalmente com a barragem da Niobras, que possui essas mesmas características”, disse Diego Hilário, presidente.

Em nota enviada para a emissora de TV, a assessoria de comunicação da Niobras não informou para a mesma se existe ou não, um projeto de remoção ou transferência da área administrativa, refeitórios e parte da usina, áreas que poderiam serem atingidas em caso de algum rompimento.

A assessoria de comunicação da Niobras, também fez questão de reforçar, que todas as normas de segurança estão sendo seguidas na referida barragem.

O repórter da emissora, Alaor Rodovalho, também entrevistou o Comandante do Corpo de Bombeiros de Catalão, Tenente Coronel Warley Martins, que afirmou que a corporação inspeções anualmente as mineradoras de Catalão e Ouvidor, porém apenas conferindo laudos técnicos fornecidos pelos órgãos competentes.

Comandante do Corpo de Bombeiros de Catalão, Tenente Coronel Warley Martins. Foto: TV Anhanguera/Reprodução

“O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil não possuem competência técnica para julgar se a barragem está de forma correta ou não, ou estão vulnerável ou não também. Nós recebemos através de laudos de engenheiros, de pessoas com capacidade técnica, que possam emitir essas informações para a gente em nosso dia a dia”, afirmou Warley Martins, Comandante do 10º Batalhão de Bombeiro Militar de Catalão, que também informou que a próxima vistoria a ser feita pelos Bombeiros, está prevista para fevereiro deste ano.

Assista a reportagem abaixo:

Escrito por: Badiinho Filho/Com informações da TV Anhanguera

Foto e Vídeo: José Veríssimo Teodoro