• 64 99927 3817
anuncie

28 de janeiro de 2019

VEREADOR E PROFESSOR UNIVERSITÁRIO LIGADO A CAUSAS AMBIENTAIS DIVULGOU FOTOS DO ROMPIMENTO DA BARRAGEM EM CATALÃO EM 2004; MOSAIC FERTILIZANTES EMITIU NOTA

No carnaval de 2004, uma barragem de rejeitos da antiga Ultrafértil S/A se rompeu, devastando a vegetação e condenando a fauna da região atingida. Foto: Facebook – Ver. Marcelo Mendonça/Reprodução

“Alguém sabe de onde são essas imagens? Não é Mariana, não é Brumadinho. Para quem não se lembra, é Catalão!

Estamos acompanhando pela TV e pelas redes sociais mais uma tragédia humana e ambiental no país. Tivemos há três anos atrás o rompimento da Barragem do Fundão da empresa Samarco de propriedade da Vale e BHP, que causou a destruição do Distrito de Bento Rodrigues em Mariana, 19 mortos e contaminou o rio Doce até o mar. E agora temos mais essa tragédia em Minas, dessa vez em Brumadinho, que trás um dano humano monstruoso (até o momento 58 mortos e 305 desaparecidos) e prejuízos ambientais incalculáveis e irreparáveis.

Mas, não vamos nos esquecer de Catalão, que há 15 anos atrás, teve uma das seis barragens de rejeitos rompida, depois de não suportar a intensidade das chuvas a época. A lama de rejeitos desceu pelo Córrego Fundo, inundando fazendas, destruindo o meio ambiente e provocando ferimentos em um homem que foi arrastado pelos rejeitos.

Os rejeitos chegaram a mais de 100 metros do leito do Córrego, arrancou árvores, arrasou matas inteiras, matou peixes, destruiu lavouras e casas da região. Atualmente, são inúmeras famílias que vivem próximas às barragens de rejeitos e que em caso de rompimento, os moradores estão na rota de inundação.

Assim como no crime ambiental de Mariana, aqui também não foi divulgado as consequências do maior crime ambiental de nossa região. Mas as consequências perduram até hoje. Lamentavelmente, sabemos que também será assim em Brumadinho, pois a comoção passa, a mídia esquece, os governantes não fazem nada e a justiça não cumpre o seu papel. O que acontece? Só fica a dor dos que perderam seus parentes e os danos humanos e ambientais”.

 

O texto acima é do vereador e professor na Universidade Federal de Goiás (UFG/Campus Catalão), Marcelo Mendonça (REDE), que foi postado em uma de suas contas no Facebook, seguido de fotografias feitas por ele próprio na época. Em outro post do politico, ele destaca que em nossa região, nas proximidades de Catalão e Ouvidor, existem seis barragens de rejeitos.

O Blog do Badiinho relembrou o caso 

No sábado (26/01), um dia após a tragédia de Brumadinho-MG, o Blog do Badiinho também relembrou o rompimento da barragem da antiga Ultrafértil em 2004, mineradora a qual hoje pertence a Americana Mosaic Fertilizantes.

Mosaic emite nota de posicionamento

Na manhã de hoje, segunda-feira (28/01), três dias após o desastrem em Brumadinho-MG, a empresa Mosaic Fertilizantes de Catalão, emitiu uma nota dizendo que está ciente do que aconteceu na região metropolitana de Belo Horizonte-MG, afirmando ainda que a empresa também determinou a imediata inspeção de todas as estruturas de barragens, com acompanhamentos de consultores externos. Leia nota na íntegra abaixo: 


Posicionamento Mosaic Fertilizantes

A Mosaic Fertilizantes informa que está ciente da situação ocorrida com a barragem de Brumadinho, Minas Gerais. A empresa afirma que todas as suas barragens possuem certificados de estabilidade atestados por uma empresa externa e que possui sistemas que têm como objetivo garantir a operação segura, de acordo com a legislação. Adicionalmente, a Mosaic Fertilizantes também determinou a imediata inspeção de todas as estruturas de barragem, com acompanhamento de consultores externos.

 A empresa reforça seu compromisso com a transparência e segurança de todos. Nossos pensamentos e orações estão com os funcionários e comunidades atingidos.


Veja mais fotos do rompimento da barragem da antiga Ultrafértil S/A, ocorrido no carnaval de 2004: 

No carnaval de 2004, uma barragem de rejeitos da antiga Ultrafértil S/A se rompeu, devastando a vegetação e condenando a fauna da região atingida. Foto: Facebook – Ver. Marcelo Mendonça/Reprodução
No carnaval de 2004, uma barragem de rejeitos da antiga Ultrafértil S/A se rompeu, devastando a vegetação e condenando a fauna da região atingida. Foto: Facebook – Ver. Marcelo Mendonça/Reprodução
No carnaval de 2004, uma barragem de rejeitos da antiga Ultrafértil S/A se rompeu, devastando a vegetação e condenando a fauna da região atingida. Foto: Facebook – Ver. Marcelo Mendonça/Reprodução

 

Escrito por: Badiinho Filho